Renner registra crescimento de 21,8%

O ambiente macroeconômico estável em relação ao nível de empregos, as condições climáticas propícias, a adequada estratégia de introdução das coleções e a sua assertividade refletiram-se positivamente no quarto trimestre de 2012. A Receita Líquida das Vendas de Mercadorias alcançou R$ 1.184,3 milhões no 4T12, com um crescimento de 21,8% em relação ao mesmo período de 2011. No conceito de Lojas Comparáveis, as Vendas da operação Renner chegaram a 12,4%, o que demonstra a efetividade das novas operações abertas e a retomada das vendas nas lojas que estiveram em reforma nos últimos trimestres.
Como resultado da boa aceitação das coleções nas diferentes regiões do país, da gestão adequada dos níveis de estoques, das melhores negociações no mercado doméstico e internacional e do menor custo do algodão e outras fibras, a Margem Bruta da Operação de Varejo foi de 53,8%, com crescimento de 1,0 p.p. sobre a margem de 52,8% apresentada no 4T11. O controle rigoroso dos custos para compensar as despesas adicionais com o novo CD no Rio de Janeiro foi uma marca do 4T12.
Quanto às Despesas Operacionais, as Despesas com Vendas foram de R$ 277,5 milhões, representando 23,4% da Receita Líquida das Vendas de Mercadorias, com uma diluição de 0,7p.p., ante os 24,1% do 4T11. As Despesas Gerais e Administrativas, por sua vez, foram de R$ 86,7 milhões, representando 7,3% da Receita Líquida, ante 7,7% no 4T11. Essas diluições devem-se à maior participação nas vendas advindas das unidades inauguradas recentemente e das lojas recém-reformadas, além de um rígido controle de gastos.
Dessa forma, a geração de caixa EBITDA do Varejo chegou a R$ 259,6 milhões, com incremento de 28,5%, e Margem EBITDA de 21,9% ante 20,8% no 4T11. Esta melhoria na Margem deve-se à combinação de um maior nível de vendas com um incremento de margem bruta, assim como pelos esforços concentrados de gestão de despesas e o positivo crescimento do resultado dos serviços financeiros. Com tudo isso, o Lucro Líquido da Companhia cresceu 24,0% em relação ao 4T11, totalizando R$ 147,7 milhões, com Margem Líquida de 12,5% versus 12,2% no ano anterior.

SERVIÇOS FINANCEIROS

O Resultado de Serviços Financeiros, no 4T12, foi de R$ 32,7 milhões, ficando 59,7% acima dos R$ 20,5 milhões do 4T11 como consequência dos baixos níveis de inadimplência e das contribuições advindas dos cartões co-branded. As iniciativas implementadas pela Companhia nos últimos anos para o controle das perdas e ganhos de eficiência em concessão, cobrança e recuperação de crédito refletiram-se no percentual das perdas no Cartão Renner, Líquidas das Recuperações, que foi de 3,6% sobre a carteira no 4T12 contra 4,4% no 4T11.
Em dezembro, o total de Cartões Renner emitidos chegou a 20,8 milhões com uma participação de 51,2% nas vendas de mercadorias, no 4T12. O ticket médio do Cartão Renner no período foi de R$ 165,27 ante os R$ 155,78 do 4T11.
A carteira total de empréstimos atingiu em dezembro de 2012, R$ 112,3 milhões, ante R$ 101,1 milhões de dezembro de 2011. As perdas de Empréstimos Pessoais, líquidas das recuperações, no trimestre foram de 3,6% (sobre a carteira) ante 5,0% no mesmo período do ano anterior. Já Meu Cartão, em dezembro de 2012, atingiu 1,1 milhão de cartões emitidos, tendo a sua carteira alcançado a marca de R$ 90,7 milhões, o que contribuiu com uma geração de receitas no valor total de R$ 12,4 milhões ante R$ 3,0 milhões no 4T12.
No 4T12, a companhia inaugurou 15 Lojas Renner, uma Blue Steel (São Paulo – Bourbon Pompéia), cinco Camicado (Jundiaí, Osasco, São José dos Campos e Campo Grande) e concluiu as obras do CD construído no Rio de Janeiro, chegando assim, à marca de 188 Lojas Renner e 40 Camicado, além das quatro lojas piloto da marca Blue Steel.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email