Renda per capta aumenta 21,7% entre 1995 e 2009, aponta IBGE

As vésperas da divulgação do PIB (Produto Interno do Bruto) do segundo trimestre de 2010, na sexta-feira 3, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apresentou ontem o balanço do crescimento da economia nos últimos 14 anos.
Entre 1995 e 2009, o PIB per capita –a soma das riquezas e dos serviços produzidos no país dividida por toda a população– passou de R$ 4.441 para R$ 5.405. O aumento foi de 21,7% no período. O crescimento do PIB foi observado até 2008, quando o país foi afetado pela crise financeira internacional, no segundo semestre.

Interiorização da atividade

Os dados são da pesquisa IDS (Indicadores de Desenvolvimento Sustentável), que reúne em 400 páginas informações das áreas social, econômica e ambiental.
O estudo também mostra a interiorização da atividade econômica no país. Nos estados da regiões Norte, Centro-Oeste e Sul, o PIB per capita superou a média nacional (R$ 5.405) e chegou a R$ 9,1 mil, R$ 17,8 mil e R$ 16,5 mil, respectivamente.
“O indicador tem melhorado um pouco em alguns estados e representa alterações relativas, embora discretas, na posição por unidade da Federação”, afirmou um dos técnicos da pesquisa, Wadih João.
De acordo com os dados do IBGE, no entanto, o Sudeste ainda é a região que concentra o maior PIB per capita – R$ 19,2 mil. No Nordeste, esse valor é de R$ 6,7 mil.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email