15 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

O constante ataque aos cristãos,  aos bons costumes e ao modelo tradicional de família estão se constituindo em fatos deprimentes, pois são péssimos exemplos para as futuras gerações. Deixo um questionamento aos leitores: É correto uma modelo trans desfilar seminua com trajes de Nossa Senhora Aparecida? Sinceramente, ou vivemos numa época em que a moral e o respeito estão sendo jogados no lixo, ou o mais lamentável de tudo isso é que a sociedade – mesmo estarrecida – se cala diante de tamanho descalabro.

É condenável e torpe a atitude daqueles que ferem os princípios do cristianismo. É necessário reagir às ofensas daqueles que fazem parte da banda podre da sociedade. Contudo reagir com coerência e bom senso. Sejamos sentinelas, relembrando as palavras do profeta Ezequiel: “Entretanto, se você de fato advertir o ímpio para que se desvie dos seus caminhos e ele não se desviar, ele morrerá por sua iniquidade, e você estará livre da sua responsabilidade” (33:9).  O reforço está nas palavras ditas pelo filósofo grego Sócrates: “A sabedoria começa na reflexão”.

 O nudismo conforme os ensinamentos cristãos é uma forma de expressão inadequada de comportamento, ainda mais em local público. O cristianismo entende que o corpo é um templo sagrado.  Atualmente, existe uma banda podre da sociedade tentando destruir o cristianismo, e distorcer a visão dos que veem os ensinamentos da bíblia cristã como uma das fontes inesgotáveis dos verdadeiros  princípios que regem a moral e a ética comportamental.

 O respeito aos mais velhos, à vida, à ordem, à bandeira e ao hino nacional sempre fizeram parte da formação dos jovens brasileiros – na conscientização do caráter – elemento fundamental para o exercício de qualquer profissão. Aqueles que conhecem e praticam as palavras de Cristo fazem a diferença no mundo. Os cristãos  demonstram seu repúdio e indignação aos que atacam a sua  :   “Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque  serão saciados.” (Mateus 5:6)

Vivemos em um tempo em que  a individualidade prevalece em detrimento ao coletivo.  Isso possui um lado positivo e outro negativo. O lado positivo é a preocupação com o auto aprimoramento e a convicção em suas crenças e nunca com as opiniões dos outros, porque muitas vezes essas opiniões não valem a pena. A individualidade, às vezes,  segue a conduta  da consciência diante  dos fatos, isso afasta  aqueles que apedrejam as nossas ações – por enquanto a análise será restrita ao lado positivo da individualidade. 

Destarte, promover o bem estar dos povos mediante ação voluntária, pregando as palavras de Cristo, não será apenas um ato qualquer, mas um ato que une  pessoas. 

Por fim, a inteligência, o talento e o caráter devem ser fortalecidos dia a dia, assim seremos conduzidos ao crescimento integral. Devemos compreender que estamos aqui de passagem e, nessa caminhada,   necessitamos do manto protetor do Senhor. Sejamos conscientes o suficiente para amarmos uns aos outros.  Em nosso lar deve haver as bênçãos de Deus… Que assim seja!

Manaus, 05 de julho de 2022.

JOSÉ ALFREDO FERREIRA DE ANDRADE

Ex- Conselheiro Federal da OAB/AM nos Triênios 2001/2003 e 2007/2009 – OAB/AM A-29  

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email