Redes sociais são vitrines

As redes sociais têm o poder de conectar pessoas das mais diversas formas, por conversas, fotos ou vídeos. Como um ambiente profissional, ela traz a produção de conteúdo e se torna uma vitrine para aqueles que têm produtos e serviços a oferecer. Mas ela ainda deu um próximo passo que está despertando o olhar das lojas e consumidores: as vendas.

O Social Commerce pode ter sido algo bem novo um dia, daquele tipo que gera até uma certa desconfiança – será que vai para frente? – mas depois foi abraçado pelo consumidor e já faz parte da rotina. Que tendência nunca passou por uma situação dessa? Pois é, com o Social Commerce não foi diferente.

Segundo a pesquisa da All iN | Social Miner, feita em parceria com Opinion Box e Etus, o hábito de fazer compras pelas redes sociais se dá pelas facilidades das pesquisas, preços melhores e avaliações da loja e dos produtos ficarem ‘expostas’, tudo isso garantindo credibilidade e mais liberdade no conteúdo para as vendas.

Ao questionar sobre compras online, prática que se intensificou no período de pandemia, a pesquisa revela que 86% dos entrevistados já tinham o hábito de fazer compras online nas mais diversas plataformas e isso não mudou!

O impacto do Social Commerce

O estudo revela ainda que, apesar dos sites e aplicativos ainda serem a grande preferência do público (74%) na hora de passar o cartão — e isso se dá por um preparo dos e-commerces em aperfeiçoar esse tipo de plataforma —, ainda assim, 76% dos entrevistados pesquisam os produtos pelas redes sociais e 70% podem aderir a prática no futuro.

Esse comportamento comprova que as mídias são uma grande vitrine para o produto e principalmente para a loja, que pode utilizar esse meio para expor a rotina do backstage, imagens dos produtos e relacionamento com os clientes — tudo de forma gratuita.

Confiança é pré-requisito

Os preços e avaliações são o ponto forte do Social Commerce, por isso vale o investimento em mais um canal de atendimento que seja eficaz e atenda o consumidor. Dessa forma, é possível criar uma proximidade maior com o cliente e esperar que ele comente, compartilhe e marque os amigos para comprarem também.

E quais são as redes sociais mais requisitas para esse fim, então? No TOP 3 temos Google shopping, Instagram e Facebook vencendo no quesito vendas e pesquisas, enquanto para busca de avaliações, o Google Shopping perde lugar para o WhatsApp.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email