Rede Amazônica recebe homenagem na ALE

Com o olhar voltado para era digital, considerado o grande desafio dos radiodifusores na próxima década, a Rede Amazônica de Rádio e Televisão foi homenageada nesta terça-feira, 28 na Assembléia Legislativa pelos 35 anos de existência, a ser completado no dia 1º de setembro. O presidente da rede, Phelippe Daou, disse que a empresa está se preparando para ingressar no novo sistema, que vai iniciar no país, ainda neste ano, pela TV Globo. “Temos dez anos para nos adequar a nova ordem que promete revolucionar a radiodifusão do país”, disse.
Phelippe Daou afirmou que a homenagem representa muito para o grupo, porque a Assembléia é a casa do povo do Amazonas. “Aceitamos com muito prazer e alegria, esperando que possamos corresponder aos anseios desse povo por meio de seus representantes no sentido de termos um Estado melhor, mais progressista e mais feliz”, disse o empresário, ressaltando ser um desafio investir na região, uma luta bem vencida, segundo ele, muito mais pela proteção de Deus do que pelo esforço dos homens. “É aí que a gente vê que Deus é amor, é a força que está dentro de cada ser humano, o que nos impulsiona a lutar sem se preocupar com dificuldades e obstáculos”, completou.
O presidente da ALE, Belarmino Lins (PMDB), elogiou a atuação da TV Amazonas pelo papel importante que desenvolve dentro do contexto dos meios de comunicação nos 62 municípios amazonenses, levando imagem, informação, com qualidade, responsabilidade e seriedade, gerando 805 empregos que ajudam a alavancar o desenvolvimento do Estado do Amazonas de maneira responsável. “Esse é motivo dessa casa fazer essa reunião especial patrocinada pelo deputado Wallace Souza (PP) e aprovada pelos demais deputados presentes na sessão”, assinalou.
O presidente do Sineja (Sindicato das Empresas de Jornais) e vice-presidente do Sinderpan (Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão), Guilherme Aluízio de Oliveira e Silva, também considerou justa a homenagem prestada à Rede Amazônica, uma emissora, que segundo ele, tem a cara e a voz da Amazônia. “É sabido por todos que a emissora representa um baluarte em defesa das nossas conquistas, dos nossos empreendimentos e se confunde até com a própria história da Amazônia. Por este motivo, é uma homenagem das mais justas que o povo do Amazonas presta a emissora por meio do poder Legislativo”, assegurou.

Empresa é considerada empreendedora no Estado

O presidente da ACA (Associação Comercial do Amazonas), José Azevedo, disse que a rede é um exemplo prático de empreendedorismo bem sucedido que beneficia toda a comunidade amazonense. Um veículo de comunicação, segundo ele, administrado por um caboclo empreendedor, que sempre foi um homem de comunicação. “Quando Phe-lippe Daou resolveu implantar uma televisão no Amazonas sabia o que queria e tinha idéia da importância do veículo para o Amazonas, na arte de comunicar, educar e divertir toda a Amazônia Ocidental”, comentou.
Na opinião do autor da proposta, deputado Wallace Souza, que passou pelo jornalismo da TV Amazonas, programas e do jornal eletrônico, a TV Amazonas consegue levar o Amazonas ao mundo. “Discussões importantes que anteriormente eram divulgadas em nível local, hoje vai para o mundo”, disse.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email