Recuperação viária do Distrito Industrial em ritmo acelerado

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, retornou nesta terça-feira, 13/10, ao Distrito Industrial para vistoriar mais uma etapa da reconstrução viária das avenidas Buriti e Solimões. Em seus mais de cinco quilômetros de extensão, a avenida Buriti é a principal via de acesso entre as zonas Sul e Leste pelo Distrito Industrial. Já a avenida Solimões, com 1,5 quilômetro de extensão, também é um importante corredor de escoamento do polo industrial e de tráfego de veículos.  

“As obras já começam a ir de vento em popa. Estamos aproveitando cada momento, todos empenhados em fazer do Distrito um cartão postal. A avenida Buriti é um ‘complexo’ de mais de cinco quilômetros que vai até a zona Leste. Estamos fazendo uma destruição construtiva. Ou seja, destruindo tudo o que não prestava e construindo do zero, algo que vai durar, com muito respeito ao dinheiro público”, afirmou o prefeito Arthur Neto, acompanhado do superintendente da Zona Franca de Manaus, general Algacir Polsin.

No estágio atual da avenida Buriti, toda a massa asfáltica e mais 20 centímetros do solo foram retirados e o solo está sendo reconstruído com Brita Gramada Simples (BGS) e, posteriormente, será compactado e receberá a massa asfáltica. A totalidade da extensão, que vai da bola da Suframa à bola da Samsung, está contemplada em dois lotes que apresentam estágios diferentes, alguns trechos na fase de retirada das placas de concreto e outros já iniciando a pavimentação. “Na próxima semana, acreditamos que já vamos começar a concretagem da nova rotatória da Oiti”, afirmou o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Kelton Aguiar.

Além da avenida Buriti, o prefeito também vistoriou os trabalhos que são realizados na avenida Solimões, outra importante via do Distrito Industrial, que recebe os trabalhos de reconstrução em seu 1,5 quilômetro de extensão, que vai da bola da Gillette até a avenida Autaz Mirim. A via já recebeu serviços de drenagem profunda, fresagem e agora ganha novo asfalto. 

As obras do Distrito Industrial foram retomadas no início deste mês de outubro, após serem solucionados os entraves burocráticos. O projeto contempla a recuperação de 35 vias e a reconstrução total das rotatórias da Suframa e da Samsung. Os recursos são da ordem de R$ 156 milhões, sendo R$ 136 milhões via Suframa e R$ 20 milhões de contrapartida da Prefeitura de Manaus.

“Nós estamos satisfeitos com a velocidade e também acompanhando a qualidade da obra. Estamos tendo a tranquilidade necessária para trazer à população um Distrito Industrial revitalizado”, disse o superintendente da Suframa, general Algacir Polsin. Ele lembrou também que a parceria com a Prefeitura de Manaus inclui, além da recuperação viária, outras obras de urbanização, paisagismo e iluminação, sob responsabilidade da Comissão Especial de Paisagismo e Urbanismo, presidida pela primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

Durante a realização do recapeamento nas avenidas Solimões e Buriti, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) vão manter o monitoramento do fluxo de veículos na área. Além disso, as vias com recapeamento estão sinalizadas com cones para indicar os desvios aos condutores.

Concluída intervenção paisagística na avenida São Jorge

Quem passa pela avenida São Jorge, nas confluências das avenidas Jacira Reis e Ipase, bairro São Jorge, zona Oeste, já pode contemplar o padrão das intervenções programadas para acontecer em ao menos 40 áreas da cidade, por meio da Comissão Especial de Paisagismo e Urbanismo, da Prefeitura de Manaus. No local, foi concluído um trabalho que resultou em um conjunto de quatro canteiros centrais, sendo um recém-construído e outros três já existentes.

“Esse é apenas o primeiro projeto e já dá ideia do impacto que os demais terão. A gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto tem um olhar especial e atencioso para detalhes da cidade e ações de paisagismo são isso, detalhes que podem ser melhorados para dar a Manaus o semblante de grande cidade que ela merece e que é”,  destacou a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, que preside a Comissão de Paisagismo.

Ao todo, nos canteiros do São Jorge, foram utilizadas 1.350 mudas ornamentais das espécies dianela, ararinha, alamanda e dracena, plantadas ao longo de 1.100 metros quadrados de área permeável. Segundo a Comissão, a próxima intervenção deverá ser feita em um trecho da avenida Buriti, no Distrito Industrial, na altura da sede da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa

Segundo o secretário da Semmas, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, a Comissão Especial de Paisagismo e Urbanismo possibilitou ampliar ainda mais as melhorias no meio ambiente na cidade de Manaus. “A ideia surgiu exatamente da visão da primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, que é arquiteta e urbanista, sensível à necessidade de aliar o paisagismo ao trabalho de arborização intensificado desde 2016 com a instituição do programa Arboriza Manaus”, afirmou, destacando que as intervenções paisagísticas englobarão no total uma área de 130 mil metros quadrados.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email