Receita líquida da GOL registra incremento de 36,4% no segundo trimestre deste ano

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A., controladora das companhias aéreas GOL Transportes Aéreos (que opera a marca GOL) e VRG Linhas Aéreas (que opera a marca Varig), anuncia que no segundo trimestre de 2007 obteve uma receita líquida de R$ 1,2 bilhão, 36,4% maior que a obtida no mesmo período do ano passado. Entre abril e junho, a empresa teve um prejuízo de R$ 35,4 milhões.
Nos mesmos meses de 2006, havia apurado lucro líquido de R$ 106,7 milhões. Os resultados da VRG, o ambiente de baixos yields (rendimentos) no mercado doméstico, os atrasos e cancelamentos imprevisíveis que suprimiram a demanda e a queda das taxas de ocupação das aeronaves foram alguns dos fatores que explicam o resultado do segundo trimestre de 2007. Mesmo enfrentando um ambiente adverso, a companhia prosseguiu com seu plano de expansão.
No período, a GTA adicionou 32 novas frequências diárias e inaugurou dois novos destinos domésticos: Marabá, no Pará, e Cruzeiro do Sul, no Acre.
Com a adição dessas duas cidades, a GTA totalizou 58 destinos atendidos. A VRG, por sua vez, adicionou 16 novas frequências diárias, incluindo um vôo diário do Rio de Janeiro para Frankfurt (Alemanha), voando para 16 destinos diferentes. No total, GTA e VRG atendem a 62 destinos, a maior quantidade entre os grupos brasileiros de transporte aéreo.
Duas aeronaves Boeing 737-800NG foram integradas à frota da GTA, aumentando o número total de aeronaves da companhia para 69. Além disso, um Boeing 767-300 foi integrado à frota da VRG, o que ampliou o seu número total de aeronaves para 19. No terceiro trimestre, cinco novas aeronaves 737-800 NG serão integradas à frota da GTA. A da VRG deverá contar com mais duas 737-800 e duas 767-300. “Focados no nosso modelo de negócios, continuaremos a crescer, a ser inovadores e a oferecer as menores tarifas tanto na GOL quanto na VRG, o que criará ainda mais valor para nossos clientes, colaboradores e acionistas”, afirmou Constantino de Oliveira Júnior, presidente da GOL Linhas Aéreas Inteligentes.
Os meses de abril, março e junho registraram custo operacional por assentos-quilômetro oferecidos (CASK) consolidado 6,2% menor, de R$ 0,1503 no segundo trimestre de 2006 para R$ 0,1410. O CASK, excluindo despesas com combustível, diminuiu 6,2%, para R$ 0,0848.
Essa queda ocorreu, principalmente, por causa da redução das despesas comerciais por assentos-quilômetro oferecidos (ASK) e dos menores custos com arrendamento de aeronaves por ASK.
O CASK da VRG caiu cerca de 17% no trimestre. Os passageiros-quilômetro transportados (RPKs) consolidados da GOL cresceram 64,6%, de 3.523 milhões para 5.800 milhões do segundo trimestre do ano passado para o deste ano.
Os ASKs consolidados aumentaram 86,1%, de 4.741 milhões para 8.824 milhões. A taxa de ocupação média consolidada diminuiu 8,6 pontos percentuais, totalizando 65,7%. Os RPKs da GTA tiveram um incremento de 40,8%, de 3.523 milhões para 4.959 milhões.
Os ASKs foram ampliados em 52,2%, de 4.741 milhões para 7.215 milhões. A taxa de ocupação média da GTA recuou 5,6 pontos percentuais, totalizando 68,7%.Os RPKs da VRG foram de 842 milhões no segundo trimestre, e os ASKs ficaram em 1.609 milhões.
A taxa de ocupação média da VRG totalizou 52,3%. O yield consolidado caiu 19,2%, para R$ 0,1804, resultando em um RASK 26,7% menor, de R$ 0,1305. As tarifas médias foram reduzidas em 11,5%, de R$ 190 para R$ 168,2.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email