Receita de internet do Google cresce 23% no 1º trimestre

A receita líquida do negócio de internet do Google, o principal da companhia, cresceu 23% no primeiro trimestre, para US$ 9,99 bilhões, um resultado que ficou acima do esperado, com o negócio de publicidade de busca continuando a mostrar força.
O custo por clique médio da companhia, uma métrica crítica que se refere aos preço que os anunciates pagam à gigante de buscas da internet, recuou 4% na comparação anual, o sexto trimestre consecutivo de recuo, mas apresentou melhora sobre o quarto trimestre, em quando caiu 6%. “O Google.com parece estar indo bem”, disse o analista da Macquarie, Ben Schachter. “Considerando alguns dos medos que rondam a Europa, não foi tão mal quanto poderia ter sido”.
Wall Street tinha preocupações de que o crescimento do Google ia se desacelerar e as taxas de publicidade caíssem, com a migração para smartphones e tablets. O principal negócio de nternet da companhia gerou receita líquida de US$ 9,99 bilhões no primeiro trimestre, o que exclui as taxas pagas para sites parceiros, comparados com US$ 8,14 bilhões no mesmo trimestre de 2012. A média de sete estimativas de analistas obtidas pela Reuters apontava para US$ 9,78 bilhões. O lucro líquido do trimestre foi de US$ 3,35 bilhões, US$ 9,94 por ação. Isso se compara a um lucro líquido de US$ 2,89 bilhões, ou US$ 8,75 por ação, um ano antes, antes da aquisição da Motorola Mobility.
Excluindo certos itens, o Google lucrou US$ 11,58 por ação, ante US$ 10,08 por ação um ano antes. A receita consolidada no primeiro trimestre foi de US$ 13,97 bilhões, ante US$ 10,65 bilhões, na mesma base de comparação.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email