22 de abril de 2021

Reativação da Zona Azul traz alívio ao comércio

A retomada do sistema Zona Azul, representa sinônimo de aumento nas vendas para os comerciantes da área central de Manaus. A cobrança de vagas do estacionamento rotativo suspensa desde o mês de março, pela prefeitura de Manaus, foi retomada nesta segunda-feira, o que significa ânimo para o setor.  

“É fundamental para o comércio essa retomada.  Imagina agora em época de Natal, data importante para o aquecimento das vendas e a organização do trânsito.  Inclusive, havíamos feito um apelo ao Manaustrans que ele liberasse o estacionamento ao menos nas redondezas da praça da Polícia para minimizar os impactos da falta de vagas de estacionamento”, destaca o presidente da ACA (Associação Comercial do Amazonas), Jorge Lima.

Sem conseguir mensurar estimativas em termos percentuais sobre as perdas para o comércio sem o os serviços do sistema, o dirigente explica que sem vagas para estacionar as pessoas se deslocam para outros centros comerciais, como os shoppings. 

Ele ficou surpreso com a decisão que garantiu a reativação do ZA. “Eu acreditava que o prefeito não iria liberar o estacionamento antes da data que previa o decreto que seria  até o dia 31. Para ele, neste final de mandato na gestão do município  é complicado alinhar um diálogo. Inclusive mencionou que a classe empresarial torce para que o novo prefeito assuma para tentar um diálogo.

As entidades de classe passaram a criticar a determinação da gestão municipal, porque desde março havia sido postergada a suspensão das cobranças e o grande desafio era a falta de fiscalização. E que a região central da cidade era dominada por flanelinhas tomam conta das ruas e ficam sem opção de estacionamento o que se transforma num verdadeiro caos. 

Em entrevista ao Jornal do Commercio, no mês de agosto, o presidente da CDL-Manaus Ralph Assayag, mostrou-se insatisfeito com a postura do prefeito e pediu bom senso a respeito da importância do comércio na geração de emprego e renda da cidade e na movimentação da economia.

“O que pudemos fazer nós já fizemos. Não entendemos porque o prefeito fez isso com o centro da cidade. Onde ele iniciou o seu mandato e muito pouco foi feito pelo Centro. E no momento que os lojistas viram que a organização do Zona Azul era boa ele resolveu paralisar trazendo desorganização. É um desamparo total com o centro. O volume de impostos que são pagos é imenso. O Zona Azul ajustou e deu volume de vendas no centro. Ele está fazendo uma coisa na contramão no fim de carreira. É um apelo que todos os lojistas fazem para que ele entenda a importância do número de empregos que as lojas geram”, disse. 

Retomada 

Conforme a empresa, esta primeira semana de retomada está sendo marcada pelo lançamento do novo aplicativo que está em funcionamento como forma de teste e deve funcionar cem por cento a partir de quarta-feira (23). Enquanto isso, os monitores do sistema estão nas ruas do Centro, orientando a população sobre a instalação e utilização do novo App Zona Azul de Manaus. 

É necessário baixar o novo app Zona Azul de Manaus na App Store ou Google Play, e acessar com o seu login (CPF) e senha (os quatro primeiros dígitos de seu CPF).  

O novo app Zona Azul de Manaus ampliou as funcionalidades, trazendo melhorias, praticidade e mais segurança no pagamento para os usuários. O valor do estacionamento continua o mesmo de antes da pandemia, de R$2,45 a hora. São 2.694 vagas estabelecidas pelo sistema rotativo no Centro. No Vieiralves, o Sistema continua suspenso.

Vale lembrar que os créditos e dados do antigo app serão migrados para o novo aplicativo, após o primeiro acesso do usuário. Antes de instalar o novo APP, o usuário deve desinstalar a versão antiga do seu celular. 

O novo App Zona Azul de Manaus também conta com a possibilidade de cadastrar diversas placas em uma só conta, sem limite de veículos. Dessa forma, empresas podem organizar pagamento de clientes e colaboradores diretamente pelo aplicativo. 

Além do App, os usuários podem comprar crédito nos postos de venda e pelo site: https://zamanaus.com.br/

Nota

Sobre a retomada do serviço, que  está sendo cumprida a decisão judicial,  a Ageman (Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus) disse  por meio de nota que recebeu o plano de ação e cronograma do retorno do Zona Azul e está acompanhando a execução das ações anunciadas pela empresa assim como contratação e treinamento de pessoas plano de divulgação da retomada do serviço na mídia revitalização da sinalização vertical e horizontal entre outras atividades necessárias do serviço. E informou ainda que já notificou a empresa de Tecnologia de Trânsito da Amazônia  SPE para que os problemas técnicos de operacionalização do novo app sejam sanados, a fim de  garantir a efetiva usabilidade da ferramenta por parte dos usuários. 

Por dentro

O retorno dos serviços cumpre uma decisão judicial do desembargador Aristóteles Lima Thury, que determina a volta do serviço de organização do estacionamento rotativo no Centro da cidade. Em caso de descumprimento, o desembargador determinou aplicação de multa de R$ 10 mil ao dia.

O sistema rotativo funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 17h. Aos domingos e feriados não há cobrança. O Zona Azul tem tolerância de 15 minutos, mas não se trata de gratuidade. Esse é o tempo máximo estipulado para o motorista regularizar o estacionamento, com a compra de créditos, sob pena de receber um aviso de irregularidade

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email