RD Engenharia contribui com o progresso de Manaus com projetos inovadores

Aos 19 anos, o jovem Romero Reis visitou, pela primeira vez, Manaus acompanhado de uma tia. Veio em busca dos atrativos naturais que via nos livros da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) e encontrou muito mais do que fauna e flora exuberantes. Na década de 80, vivenciou a efervescência da Zona Franca de Manaus, a pujança do Distrito Industrial e o progresso que fazia a cidade se expandir em todas as direções.

“Fiquei apenas alguns dias de férias em Manaus, mas meu coração fincou morada tão logo desembarquei aqui. Fui embora sabendo que iria voltar. Estudei muito. Concluí a Aman e depois ingressei no Instituto Militar de Engenharia (IME). Como fui o primeiro aluno da turma de Engenharia de Fortificação e Construção, pude escolher onde iria servir como oficial. Não tive dúvidas: voltei para onde o meu coração tinha sido cativado pela beleza da terra e pelo calor humano. No Amazonas, passei a ser o responsável pelas obras do Exército Brasileiro na capital e na Calha do Rio Solimões”, destaca. Obras como a do Colégio Militar de Manaus, do Hospital Militar da Cachoeirinha, do Comando da 16ª Brigada de Tefé, além de diversas instalações militares na Tríplice Fronteira, passaram pelas mãos de Romero Reis.

Ao entrar para a reserva como major, Romero Reis decidiu contribuir ainda mais com o progresso da capital, onde fixou moradia com a família. Abriu a RD Engenharia, que iniciou suas atividades empresarias com foco nas obras de grande porte voltadas para o setor público e privado, como hospitais, escolas, hotéis, prédios institucionais, indústrias. A RD Engenharia construiu mais de 2 milhões de m² em Manaus, Boa Vista e em Presidente Figueiredo. 

Atualmente, a empresa opera no segmento habitacional. Entregou mais de 7.000 unidades residenciais e gera cerca de 2 mil empregos diretos e indiretos. Conta com mais de 3 mil unidades habitacionais em produção. No segundo semestre deste ano, a empresa lançou empreendimentos verticais em diversas zonas de Manaus.

“A moradia é uma necessidade básica das pessoas e você poder trabalhar para realizar o sonho da casa própria é fantástico. Você vê o projeto nascendo na tela dos computadores, escolhe o terreno, aprova os projetos. Aliás, esta é a fase mais demorada. Se houvesse reestruturação no Implurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano), seria possível obter a autorização dos projetos rapidamente, pelo smartphone, o que reduziria o tempo de execução do projeto”, destacou Romero Reis. 

Ele enfatizou ainda a demanda crescente por novas moradias. “Em Manaus, existe um déficit estimado em 160 mil unidades habitacionais. Esta demanda se concentra, principalmente, nas camadas de menor poder aquisitivo que anseiam por moradias dignas e em boa localização. A RD tem direcionado suas edificações para o programa do governo federal ‘Minha Casa, Minha Vida (MCMV)’, que agora recebeu o nome de ‘Casa Verde e Amarela’. Ofertando imóveis com padrão acima da média do mercado e com antecipação de até seis meses do prazo final, temos conseguido manter a confiança do consumidor manauara”, explicou Romero Reis. 

A RD foi responsável pela construção do Cidadão Manauara 2, um conjunto direcionado pela prefeitura de Manaus para abrigar moradores que perderam suas casas num incêndio e outros que viviam em áreas impróprias. “Isso muito nos orgulha. Tem 50 mil pessoas que moram, em Manaus, em uma unidade habitacional construída pela RD, que nunca conectou o sistema de esgoto destes empreendimentos na rede pública de esgoto pela quase inexistência deste serviço público”, enfatizou Romero.

Automação em imóveis de baixo custo

A RD Engenharia lançou a terceira fase do ‘Leve Castanheiras Residencial Park’, situado no bairro Gilberto Mestrinho, na zona Leste de Manaus, o primeiro empreendimento inteligente, voltado para o programa do Governo federal focado na redução de déficit habitacional brasileiro a partir do oferecimento de moradias com valor acessível e de qualidade. 

“O custo operacional para construir unidades habitacionais populares com automação era impraticável no Amazonas. Numa viagem ao exterior, visitei diversas casas com automação. Ao chegar a Manaus, lancei um desafio: desenvolver um kit de automação que tivesse o custo enquadrado dentro dos valores estipulados pelo Governo Federal para os apartamentos do MCMV”, relembrou o presidente da RD Engenharia, Romero Reis. 

O kit Apê Inteligente conta com: interruptores inteligentes e digitais, receptor infravermelho e um echo dot (comando de voz). Os proprietários podem enviar comandos para ligar ou desligar as luzes, ar condicionado, televisão ou outros eletrônicos. Não é necessário estar no ambiente para o funcionamento do sistema. “O cliente pode estar fora de casa, dar o comando à distância para que as operações sejam realizadas, independente da sua presença física. Além disso, os usuários contarão com outra comodidade: poderão acionar estes mesmos itens dentro de casa através do comando de voz. Proporcionar qualidade de vida é uma meta constante da RD”, reiterou Romero Reis. Este sistema auxilia na economia de energia elétrica, que pode variar de 10 a 35%. 

Os imóveis direcionados para famílias com renda entre R$ 2,8 e R$ 7 mil poderão ser financiados pela Caixa Econômica Federa, e os interessados podem liquidar parte do valor com a utilização do FGTS. Os proprietários de apartamentos de dois quartos ganham ainda o registro no cartório, além do ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) grátis. 

Inovação constante

Na busca de obter a padronização de suas obras, permitindo controle e rastreabilidade de todos os processos, com alta mecanização, criação de empreendimentos e obras sintonizados no mundo digital, a RD passou a ser a primeira empresa de engenharia do Norte/Nordeste a implantar o Sistema de Gestão Integrado (SGI), atendendo aos requisitos legais, minimizando impactos ambientais, prevenindo a poluição, capacitando e melhorando a saúde e segurança dos colaboradores e satisfazendo clientes e acionistas na busca da excelência. 

O investimento em tecnologia tem proporcionado mais segurança e qualidade de vida aos moradores. A construtora despontou no mercado ao ser pioneira no lançamento de empreendimento vertical popular com elevador e automação.

Proteção 

A construtora RD Engenharia investiu e reforçou o uso de equipamentos de proteção individual (EPI), conseguindo alcançar um saldo positivo e manter os colaboradores saudáveis durante a pandemia. “Nosso bem mais precioso é e sempre será nossos recursos humanos. Nossos colaboradores foram orientados a como se comportar nos canteiros de obras e no escritório para não se contaminarem. O controle era frequente e rigoroso. A vida não tem preço, por isso adquirimos e incentivamos o uso de EPIs, dividimos os grupos de trabalho e reduzimos o período de permanência de um grande número de colaboradores num mesmo espaço. No refeitórios, o distanciamento social foi seguido. A atendente servia a todos para impedir a transmissão do coronavírus”, explicou o empresário Romero Reis, que prioriza o bem-estar dos colaboradores. 

Contratação mesmo com a economia oscilante 

Na contramão dos impactos econômicos ocasionados pela pandemia, a construtora RD Engenharia continuou acreditando no potencial do mercado imobiliário de Manaus e, com planejamento, ampliou o quadro de colaboradores em 66,67% no primeiro semestre de 2020. O número de empregos diretos passou de 200 para 500 funcionários e com expectativa de duplicar o quadro até o final do ano.  

“Numa análise cautelosa, identificamos nichos de mercado onde poderíamos atuar com a segurança de manter a empresa e expandir seu raio de atuação com a instalação de novas frentes de trabalho. Apostamos na demanda reprimida por bons produtos e investimos ainda mais na manutenção do nosso elevado padrão de qualidade. Esses fatores foram decisivos para manter os negócios em alta. O grande consumo nos levou ao reforço de nossa equipe. Estes trabalhadores, todos de Manaus, foram contratados com carteira assinada e com a certeza de terem renda para alimentar e cuidar de suas famílias”, destacou o presidente da RD Engenharia,  Romero Reis. 

Ao falar de Manaus neste aniversário de 351 anos, o empresário afirmou que prestará suas homenagens fazendo o seu melhor: construindo projetos inovadores, aprimorando os serviços e prospectando novas e eficientes formas de gestão. “São três séculos e meio de história, que merece ser respeitada. Tenho prestado minha homenagem todos os dias ao executar projetos respeitando as leis, mantendo minhas equipes atualizadas quanto às novas tecnologias em benefício de nossos clientes e da população de Manaus, que sempre ganha quando uma obra da RD se instala no local. Procuramos melhorar o entorno de nossos empreendimentos com pavimentação adequada das vias e paisagismo tropical. A beleza que me atraiu e me fez fixar moradia é a mesma que dá esperança de um amanhã sempre melhor para os mais de dois milhões de moradores da nossa capital”, finalizou Romero Reis.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email