Racismo, uma atitude impensável no século 21

Em uma entrevista publicada em um site russo em janeiro, a socialite Dasha Zhukova apareceu sentada em uma cadeira que imita uma mulher negra seminua. Sim, você leu bem. A cadeira tem forma de uma pessoa negra seminua e em pose degradante.
A “peça de design” logo chamou a atenção pelo teor racista e recebeu inúmeras críticas. Superioridade e dominância do branco, articulada de maneira degradante e ainda em uma situação serena.
“As indústrias de arte e moda são os poucos bastiões da sociedade onde o racismo flagrante e a ignorância têm sinal verde em nome da criatividade.
A cadeira foi criada pelo artista Allen Jones nos anos 1960. É possível ver seu trabalho no site da Tate. Aparentemente, o mobiliário também tem uma “versão branca”. Após as críticas começarem, o site tratou logo de cortar a foto da entrevista e deixar apenas a imagem de Shukova, sem mostrar a cadeira.
Shukova escreveu um pedido de desculpas após as críticas e rebateu as acusações de racismo: “Essa fotografia foi publicada completamente fora de contexto e é uma obra que fala justamente sobre a questão das políticas raciais e de gênero. Eu abomino o racismo”, disse.
Ela é dona de uma famosa galeria de arte na Rússia e também namorada do magnata Roman Abramovich, dono do time de futebol inglês Chelsea.
Mais do que a chateação por ter sido vítima do racismo da torcida do Real Garcilaso na quarta-feira, no Peru, o meio-campista Tinga, do Cruzeiro, o que realmente o abalou foi saber a reação do filho, que chorou bastante com o que lhe aconteceu.
O jogador do Cruzeiro entrou em campo contra o Garcilaso aos 20 minutos do segundo tempo, em lugar de Ricardo Goulart. Recordou que começou a perceber torcedores imitando gestos e sons de macacos já quando se encaminhou para assinar a súmula.
Dói saber que, em pleno século 21, estas cenas ainda se repetem. E não apenas em “país de branco”, como a Rússia. No Peru, onde reina a miscigenação, a cena se repetiu.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email