10 de abril de 2021

“Quero colaborar com um Amazonas que já se prepara para o futuro”

Após 7 anos à frente do executivo estadual, Braga tem o desafio de firmar-se como uma das principais lideranças políticas do Amazonas nestas eleições

Para o próximo dia 03 de outubro, uma das maiores expectativas está em torno do desempenho eleitoral do ex-governador Eduardo Braga (PMDB), que vem protagonizando a campanha em uma disputa particular para conquistar não apenas uma vaga ao Senado, mas as duas disponíveis, já que está empenhado também na campanha de sua companheira de chapa – Vanessa Grazziotin (PCdoB).
Após 7 anos à frente do executivo estadual, Braga tem o desafio de firmar-se como uma das principais lideranças políticas do Amazonas nestas eleições. Em entrevista concedida ao Jornal do Commercio, o candidato a senador na chapa “Avança Amazonas”, falou sobre a experiência de voltar a fazer campanha e articular seu grupo político, cada vez maior.
Eduardo Braga foi vereador por Manaus em 1982. Em 1986 elegeu-se deputado estadual, mas em 1990 mudou-se para Brasília, onde exerceu o cargo de deputado federal. Foi vice-prefeito de Manaus em 1992 e secretário de obras do município. Já em 1994 assumiu a titularidade da prefeitura de Manaus. Assumiu o governo do Amazonas em 2002, sendo reeleito em 2006.
A entrevista dá seguimento ao projeto do Jornal do Commercio de apresentar aos leitores os principais candidatos a governador do Amazonas e senador da República para este pleito.

Candidato, como avalia o desdobramento da campanha?
Eduardo Braga – A campanha vai melhor do que os meus adversários gostariam, mesmo assim gostaria que ela fosse melhor ainda. Aproveito a oportunidade para pedir o voto de todos, e peço a oportunidade de agora no Senado, lutar pelos interesses do meu querido Estado do Amazonas.Essas eleições têm sido uma experiência enriquecedora, concorrer ao senado depois de sete anos no Governo, poder andar no meio do povo, sentir a aprovação que o nosso Governo alcançou durante todos esses anos e pedir a oportunidade de poder chegar ao Senado representando esse novo Amazonas tem sido muito gratificante.
Quais são as estratégias para a campanha na reta final?
EB – O candidato preferiu não divulgar sua estratégia para a reta final das eleições.
Em caso de vitória, qual será sua principal ação no Senado para beneficio do comércio de Manaus?
EB – São muitos e todos com um só objetivo, a construção de um Amazonas melhor para todos. Dois deles recaem efetivamente no crescimento e melhoria do comércio: a Reforma Tributária que tem impacto direto no setor comercial e a outra é a própria Copa do Mundo de 2014, pois os investimentos que acontecerão dependem do governo brasileiro e outros até de empréstimos aprovados pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e Caixa Econômica.
Para que o Amazonas consiga estas parcerias, precisamos ter uma bancada forte no Senado, que entenda acima de tudo as necessidades e peculiaridades do Amazonas. Acredito que estou preparado para esta batalha.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email