‘Quem casa quer casa’ chega ao Teatro Amazonas

Uma das comédias mais cultuadas da história da dramaturgia brasileira ‘Quem casa quer casa’, de Martins Pena, chega ao palco do Teatro Amazonas. A atual montagem é uma viagem do Brasil Império ao século 21. É o que explica a atriz e diretora do espetáculo Ana Cláudia Motta. “Essa viagem começa no Brasil Imperial da metade do século 19 com unidades familiares sólidas e religiosas, comportamentos e costumes rígidos e passa pela divertida e irreverente década de 80 com suas cores, roupas e acessórios espalhafatosos, com personagens ícones das novelas, recaindo na atualidade, amparada por um mundo tecnológico e globalizado”, disse Ana.

Um dos pontos altos desta encenação são as músicas escolhidas, na provocação das mudanças de tempo, junto com divertidas coreografias estilizadas que foram inspiradas nos mais famosos sons e clipes das épocas. Outro fato importante para situar o público é a caracterização fiel das épocas retratadas.

“Tudo isso acontece sem que o conflito central da disputa de espaço/poder dentro de um ambiente onde vários núcleos familiares convivem por falta de condições de moradia, seja minimizado ou esquecido, muito pelo contrário, a plateia se reconhece ou reconhece o outro, dentro de uma problemática que atravessa os séculos, pois quem não conhece o ditado ‘quem casa quer casa’?”, indagou Ana.

A trama
Fabiana é mãe de Olaia, que se casou com Eduardo, e Sabino, que se casou com Paulina, e ambos por falta de condições financeiras foram morar na casa da mãe com os esposos. Tendo Paulina, nora de Fabiana, personalidade forte, quer mandar na casa mais do que a sogra, e o genro Eduardo idéias mirabolantes de ser um grande tocador de rabeca/violino, passando o dia todo tocando ao invés de procurar trabalho, não demora muito para que a convivência vire um inferno. O marido de Fabiana, Nicolau, só se dedica à igreja, não exercendo o pulso firme de um patriarca.

Assim é armada uma rede de intrigas que impulsionam a trama e fazem desta obra uma das comédias mais famosas de Martins Pena, autor, conhecido por retratar a sociedade brasileira de sua época, com suas virtudes e vícios. O que este autor, com certeza nunca imaginou é que sua análise perpassaria a fronteira do tempo e se encaixaria perfeitamente no Brasil de qualquer época.

Quem nunca ouviu indiretas dentro de uma briga familiar? Quem já não brigou com a sogra, quando teve por um infortúnio da vida ter de dividir o mesmo espaço? Quem nunca concordou com vários ditos populares, como ‘Deus criou a mãe e o diabo inventou a sogra?’. Essa atmosfera é muito presente na obra, que ironiza os costumes de pssoas que têm de conviver e não se dão bem, cotidianamente.

O elenco da peça é formado por Ana Cláudia Motta (Fabiana), Branco Souza (Nicolau), Magda Loiana (Paulina), Marcos Santini (Sabino), Denise Lima (Olaia), Carlos Eduardo (Eduardo) e Rivaldo Monteiro (Anselmo). Na ficha técnica estão Branco Souza, na preparação corporal; Selma Bustamante como provocadora do espetáculo; Paulo Marinho, na sonoplastia; Rivaldo Monteiro, responsável pelos cenários e adereços; e Dione Maciel e Cleide Monteiro assinam os figurinos. Esta apresentação de ‘Quem casa quer casa’ tem apoio da Prefeitura de Manaus, através da ManausCult (Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos), governo do Amazonas, por meio da SEC (Secretaria de Estado de Cultura), Cia. de Teatro Apareceu a Margarida, Casarão de Ideias, Sinttel-AM, Fetam (Federação de Teatro do Amazonas) e AACA (Associação dos Artistas Cênicos do Amazonas). O espetáculo foi contemplado pelo Edital Conexões Culturais da Manauscult, edição 2015.

ArtBrasil
A Associação ArtBrasil é uma entidade sem fins lucrativos que atua desde 2001 com o objetivo de promover a arte e a cultura, desenvolvendo atividades de dramaturgia, produção, estudo, pesquisa nas modalidades artísticas, mas atua, principalmente, na área das artes cênicas com  projetos de teatro, arte-educação, teatro-dança, circo entre outros. A associação já recebeu prêmios federais, estaduais e municipais e dentre seus trabalhos tem espetáculos, atores e técnicos premiados. O espetáculo “Quem casa quer casa” foi premiado pelo edital Conexões Culturais – Manauscult/ Prefeitura de Manaus, é o mais recente trabalho montado pela associação e vem tendo grande sucesso de público e crítica.

O espetáculo acontece no Teatro Amazonas no próximo dia 18 de agosto, às 20h. Os ingressos saem a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), com classificação livre.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email