No próximo dia 16 de setembro o México estará em festa. É a data maior do país, quando o povo mexicano, em 1810, declarou sua independência da Espanha. Em Manaus, o Aiii Caramba!!!, restaurante de comida mexicana faz festa quase a semana inteira com o sucesso do cardápio mexicano entre os clientes.
O restaurante, inaugurado em janeiro deste ano, é mais um exemplo de que é nas crises que surgem novas ideias. Cinara Libório é enfermeira, casada com o engenheiro civil Heber Maranhão. “No final do ano passado fiquei desempregada, mas não perdi tempo reclamando da situação. Eu e o Heber pensamos em como investir o dinheiro de minha rescisão e o ramo da alimentação foi o que surgiu, mas nós nunca havíamos trabalhado com alimentos antes. Conversamos sobre uma sanduicheria, porém, queríamos algo diferente, que não tivesse em Manaus. Numa viagem a São Paulo conhecemos um restaurante de comida mexicana. Pronto, havíamos achado o segmento para nosso restaurante”, contou.
Em Manaus, Cinara e Heber conheceram o chef peruano Daniel Vassalo, formado em Miami e com amplo conhecimento sobre a culinária da terra dos astecas. “Ele era amigo da mãe do Heber e se prontificou a nos ensinar a elaborar alguns dos principais pratos mexicanos. Foi assim que o Aiii Caramba!!! abriu suas portas com nachos, tacos, burritos e quesadillas. “Desde o começo a aceitação foi boa e só temos visto nossa clientela aumentar, tanto que começamos com o serviço de delivery”, comemorou.

Tortilhas a toda hora

Além do México, os nachos também são populares nos Estados Unidos. Criado pelo mexicano Ignácio “Nacho” Anaya, em 1943, o prato consiste de tortilhas de milho crocantes no formato triangular, cobertas por queijo e pimenta jalapeño. No Aiii Caramba!!! os nachos podem ser acompanhados por molho cheddar, guacamole, pico de gallo, frijoles e chilli beans (R$ 20, a porção grande e R$ 7, a porção pequena).
Os tacos são uma variação dos nachos, também preparados com tortilhas de milho, e originalmente recheados com carne moída, tomate, queijo e alface, muito embora o recheio fique a critério de quem os come. Estes tacos são disponibilizados com quatro tipos diferentes de recheios: chilli beans ou frango desfiado (R$ 9,), e carne seca ou bacon (R$ 9,50).
Já o burrito chega a ser quase uma refeição. Trata-se de uma tortilha de farinha, tradicionalmente recheada com carne (bovina, suína ou frango), no formato de uma panqueca enrolada. Mas, como nos nachos e nos tacos, os recheios são infinitos. E os recheios são os mesmos dos tacos: frango desfiado (R$ 19), chilli beans (R$ 20), carne seca ou bacon (R$ 21,50).
Finalmente as quesadillas, também tortilhas de milho, amassadas com sal e banha de porco, ou farinha de trigo com manteiga, à qual se agrega alguma variedade de queijo. Dobra-se metade da tortilha sobre o queijo, colocando-a para esquentar até que o queijo derreta. O resultado será uma tortilha crocante com queijo derretido. As quesadillas são recheadas com queijo (R$ 18), pollo (R$ 23), chilli beans (R$ 24), carne seca ou bacon (R$ 25).
Apesar de estar localizado num pequeno espaço na avenida Joaquim Nabuco, da cozinha do restaurante as delícias mexicanas saem para toda a cidade. “Começamos só aqui mesmo, na loja. Com o delivery atingimos o público do centro e agora já chegam pedidos de outros bairros da cidade”, exultou Cinara.
O espaço abre de segunda a sábado, do meio dia às 21h30. Aos sábados, das 17h às 21h30.
“Nosso próximo lançamento será o taco no cone. Aguardem”, avisou. Os clientes só não devem esquecer da oferenda a Tlaltecuhtli.

Como comem os mexicanos

Há quem acredite que a comida do México se resume a nachos, tacos, burritos, quesadillas e guacamoles e, tudo exorbitantemente apimentado. Não é bem assim. A culinária mexicana é bem rica e apetitosa.
No “desayuno”, o nosso “café da manhã”, é raro ver pão que não seja tortilla. Os pães doces estão mais presentes, assim como os tamales e as famosas quesadillas.
No Brasil, almoçamos por volta do meio-dia, enquanto os mexicanos não pensam na “comida” (como eles chamam a refeição) antes das 13h. Tudo começa com uma sopa ou caldo. Depois, passam para o “plato fuerte” (o prato principal), geralmente um guisado (carne em algum molho) com acompanhamentos como “frijoles” (feijão frito), arroz a la mexicana (é muito parecido com arroz à grega, mas com temperos mexicanos) e verduras cozidas, por exemplo. Sem esquecer as tortillas. Em seguida, comem uma sobremesa (pudim ou algum “pastel”, que pode ser uma torta ou um bolo).
Entre a “comida” e a “cena” (jantar), acontece a “merienda”, que consiste em se reunir para comer pão doce, tacos, tamales e enchiladas. Na “cena”, o ritual é parecido com o almoço e se inicia entre 19h e 20h.
Como as famílias são grandes e tradicionais, os restaurantes costumam comportar mesas extensas para oito a dez pessoas. E não pense que eles têm hora para terminar o almoço. É um momento de reunião e união em que a pressa não é bem-vinda.

O QUÊ? Aiii Caramba!!!
ONDE? Avenida Joaquim Nabuco, 936, Centro
FUNCIONAMENTO? De segunda a sábado, do meio-dia às 21h30. Aos sábados, das 17h às 21h30
INFORMAÇÕES: (92) 9 9248-8238

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email