PSB defende Serafim e diz que Amazonino faz discurso de “candidato amedrontado”

Para o líder do PSB na ALE-AM (Assembleia Legislativa do Amazonas), deputado estadual Marcelo Ramos, a entrevista concedida pelo prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (PDT), a um canal de televisão e a uma emissora de rádio no início da semana surtiu o efeito devido se era esse o objetivo do entrevistado. “A fala de Amazonino, embora seja verdade que o que ele diz não se escreve, foi um discurso, sim, de candidato, ele é candidato e é um candidato desesperado, morrendo de medo de seu concorrente, ele faz discurso de candidato amedrontado”, disse Marcelo ao Jornal do Commercio.
Na entrevista, Amazonino Mendes afirmou que se despedia da política e não concorreria às eleições municipais de 2012. Garantiu que cumpriria o seu mandato de prefeito e depois se retiraria a seus afazeres pessoais junto de sua família a partir de janeiro de 2013. “Não quero mais saber de candidatura, não há como ser candidato de novo, isso me esgotou, sofro muito e tem a questão da minha família e da minha saúde”, declarou.
Considerando-se carta fora do baralho da disputa eleitoral deste ano, o prefeito desejou boa sorte ao próximo mandatário municipal, mas sem deixar de alfinetar os prefeitos que o antecederam. “Espero que o próximo prefeito seja bom e seja sério, não seja um enganador, toda vez que eu pego a prefeitura ela tá acabada, a máquina tá quebrada e reconstruí-la é muito difícil”.
Na opinião do deputado Marcelo Ramos, o prefeito apenas “jogou verdes para colher maduras e cometeu grave erro ao não mencionar os nomes dos ex-mandatários que queria atingir ao diagnosticar os governos passados”. Segundo ele, dos ex-prefeitos criticados por Amazonino na entrevista “o único a quem ele deveria agradecer seria o Serafim Corrêa”.
De acordo com o parlamentar oposicionista, as únicas obras entregues por Amazonino Mendes à população até dezembro de 2011 foram, na verdade, planejadas e realizadas pelo governo Serafim Corrêa, de quem o deputado foi secretário no período 2005/2008.

Promessas

Conforme Marcelo, “Amazonino não construiu as mil creches que prometeu em campanha e nem tapou os buracos de Manaus em 90 dias, além do que o Viaduto da Bola do Coroado e a Passagem de Nível da Paraíba são obras de Serafim Corrêa, e sem contar a Ponta Negra, que foi entregue pela metade, e o problema do Corredor Linear Ecológico do Mindu, que ele, Amazonino, licitou e entregou para as empresas Emparsanco e Mosaico, a Emparsanco, inclusive, envolvida com corrupção, pois abocanhou R$ 83 milhões e não tapou um só buraco na cidade de Manaus”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email