PSA Peugeot Citroën vai investir US$ 500 milhões para ampliar desempenho no Mercosul

O diretor-geral Brasil e Mercosul da PSA Peugeot Citroën, Vincent Rambaud, anunciou ontem a estratégia do grupo para na região. Com o objetivo de acelerar a presença no Mercosul, considerado uma zona prioritária para o desenvolvimento internacional da PSA Peugeot Citroën, a empresa investirá US$ 500 milhões no Brasil e na Argentina até 2010.
O investimento contempla as atividades industriais da PSA Peugeot Citroën nos dois países e o desenvolvimento de novos produtos para o Mercosul, dando suporte às metas de presença e vendas do grupo traçadas por Christian Streiff, presidente mundial do grupo.
A meta da PSA Peugeot Citroën é se tornar um ator principal no setor automotivo do Mercosul, baseado em quatro pilares: ampliação da oferta de novos veículos, qualidade de produtos e serviços, desenvolvimento da rede de concessionários, redução de custos para melhorar a competitividade, além de dobrar as vendas de veículos até 2010.
O grupo vem acelerando suas vendas no Mercosul, registrando sucessivos recordes, e a projeção é manter o ritmo crescente na região nos próximos anos. A empresa quer passar dos 160 mil veículos comercializados em 2006 para 300 mil unidades em 2010. E até 2015 atingir um volume anual de vendas de 400 mil veículos.

Mão-de-obra é qualificada

A PSA Peugeot Citroën não se preocupa apenas em investir financeiramente ou em capacidade industrial no Mercosul. O grupo considera que o principal investimento que deve ser feito é no desenvolvimento de competências locais, com o apoio à formação e a valorização dos profissionais do Brasil e da Argentina. Por isso mesmo, possui diversas parcerias para a formação e o aperfeiçoamento de mão-de-obra qualificada, um patrimônio que é fundamental para o crescimento da empresa e também dos países.
No Brasil, por exemplo, o grupo mantém parcerias para a formação e o desenvolvimento de competências profissionais com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), que forma a maioria dos funcionários do Centro de Produção de Porto Real, com a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e a PUC-RJ (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro).
Na Argentina, a empresa integra o plano de formação Plan Bonus y Segunda Oportunidad, criado pelo governo da Província de Buenos Aires, e possui parcerias com a UTN (Universidad Tecnológica Nacional) e com a Rede de Escolas Técnicas, que é integrada por 21 instituições argentinas de ensino.
É exatamente com o apoio das competências locais que a PSA Peugeot Citroën conta para reforçar sua equipe de pesquisa e desenvolvimento de produtos e estruturar a equipe de design. Assim, o grupo pretende se integrar cada vez mais à realidade e diversidade social e cultural do Mercosul e ser assim: “Brasileiro no Brasil e argentino na Argentina”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email