10 de abril de 2021

Próximo quer faturar 1 bilhão em games

De olho no potencial do mercado a rede planeja abrir pelo menos cem lojas no Brasil e América Latina até 2017

Rede especializada em games, Próximo, que atua com lojas próprias, franquias e e-commerce planeja abrir cem lojas no Brasil e América Latina até 2017, quando projeta faturar R$ 1 bilhão ao ano com venda de jogos, consoles e acessórios. A empresa começou a atuar no país, em julho, quando o fundo de investimentos Brickell Global Investment Fund LLC (Estados Unidos) adquiriu a Próximo Games, de Curitiba (PR), após a aquisição, o nome mudou para Próximo. “Vimos no nicho de games um mercado em potencial”, destaca Yves van Hemelryck, diretor de negócios para varejo digital da rede.
De acordo com ele, o plano de expansão da rede é favorecido por diversos fatores de mercado. Neste sentido, ele cita uma pesquisa do Ibope que informa que 31% dos brasileiros já possuem algum console e que o target de consumo no país deve chegar a 120 milhões em 2015; ou seja, um volume 30% superior que os 90 milhões registrados em 2011. Outra pesquisa, da PricewaterhouseCoopers (PwC), aponta ainda que o mercado brasileiro formal de games movimentou R$ 840 milhões em 2011 e que, em 2016, esta receita deve subir para R$ 4 bilhões (alta superior a 370%); em 2011, considerando o mercado informal, estima-se que o movimento total tenha sido de R$ 1,5 bilhão.
Além deste cenário no setor de games, Yves ressalta outros fatores que devem favorecer, entre eles, a tendência de baixa dos preços dos jogos e de queda do mercado informal em razão das restrições de jogabilidade impostas pelos fabricantes, como a impossibilidade de se jogar online games piratas, por exemplo. “É o momento ideal para a empresa conquistar market share e para os empresários investirem em nossas franquias, que têm excelente perspectiva de sucesso”, comenta o executivo.
Ele revela ao Jornal do Commercio que a meta é de nos próximos cinco anos a loja digital, www.proximogames.com.br, atender mais de 10 mil pedidos ao dia. Para alavancar as visitas e o movimento online. Hemelryck informa que está em fase de desenvolvimento de parcerias com diversos portais de conteúdo, blogs e geradores e formadores de opinião, o que deve contribuir para as vendas, já que os consumidores poderão obter informações sobre os jogos antes de comprá-los.
Segundo o diretor de negócios, atualmente a maior parte do mercado de games é dominado pelo público masculino, com idades de 18 a 45 anos. “Entretanto, recentemente temos notado um interesse das mulheres, inclusive, muitos fabricantes estão desenvolvendo jogos com apelos para esse público, o que tem contribuído para o crescimento do segmento”, ressalta Yves.
Caio Junqueira, diretor de negócios para o varejo físico, declara que há diferença do consumo do público que compra games via internet e aquele que costuma frequentar a loja. “O consumidor da loja física é aquele que procura um atendimento personalizado, tem a experimentação dos jogos e quer sair diretamente com o produto da loja em mãos, fato que já acontece nas lojas da Próximo”, explica. Já o consumidor online conhece melhor o game e procura agilidade em sua compra, por conta disso, no site da rede é possível concretizar sua compra em apenas três cliques.

Lojas físicas e franquias

Quanto às lojas próprias, Caio Junqueira adianta que a vinda para Manaus deverá acontecer em meados de 2015. “Nosso crescimento será em espiral, para atender melhor os nossos franqueados e prestar um serviço de alta qualidade“, afirma.
Para se tornar um franqueado Próximo, Caio conta que o interessado deve ter um perfil empreendedor, ser proativo e ter afinidade com o universo de games. “Também é interessante que ele possua conhecimentos em Administração de Empresas e Marketing”, comenta o diretor, que está aguardando os resultados das recentes lojas próprias inauguradas em São Paulo para confirmar o nosso plano e definir os valores dos investimentos para franquias.
Ele aponta que a inauguração dessas lojas é o passo inicial de um agressivo plano de expansão em todo o território nacional. “Nossa meta é audaciosa, mas temos certeza de alcançá-la, pois os nossos planos estão fundamentados em rigorosos estudos de mercado. Aliado a isso, a Próximo chega com um importante diferencial, que é proporcionar aos gamers um atendimento consultivo, por uma equipe altamente treinada, além de ter espaço para experimentação dos games de todos os consoles nas próprias lojas e promover atividades constantes por meio de eventos”, diz.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email