2 de dezembro de 2021

Proposta sobre PPBs de informática será levada ao Ministério da Economia

https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/1Sem/04Abr/19/Suframa%20reuniao%203896.jpeg
Prazo máximo para encaminhamento de sugestões acerca das consultas públicas para PPBs de netbooks, notebooks e ultrabooks e de telefones celulares encerra-se nesta quarta-feira (24)

Com vistas a resguardar a indústria da Zona Franca de Manaus (ZFM) e lutar pela manutenção de um segmento consolidado que gera mais de cinco mil empregos na região, representantes de empresas de bens finais e do segmento componentista do Polo Industrial de Manaus (PIM), de órgãos governamentais e de entidades de classe reuniram-se nesta terça-feira (23), na sede da SUFRAMA, com o superintendente da autarquia, Alfredo Menezes, e equipe técnica da instituição. 

O objetivo principal foi discutir e chegar a um consenso sobre as modificações no texto das Consultas Públicas nº 3 e nº 4, publicadas em 9 de abril, pela Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia, que visam a alterações, respectivamente, nos Processos Produtivos Básicos (PPBs) de netbooks, notebooks e ultrabooks e de telefones celulares. O prazo máximo para encaminhamento de sugestões acerca das consultas públicas encerra-se nesta quarta-feira (24).

Durante a reunião, tanto a equipe técnica da SUFRAMA quanto os representantes das empresas, entidades de classe e órgãos governamentais presentes, tais como Samsung, Salcomp, Positivo, I-Sheng, Flextronics, Unicoba, Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti-AM) e Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM), entre outros, tiveram a oportunidade de fazer apresentações técnicas e contribuir para a construção da sugestão unificada de alterações.

A reunião foi concluída com a definição de uma proposta conjunta de aperfeiçoamento no texto original que será encaminhada ao Ministério da Economia. As principais sugestões na nova proposta dizem respeito a adequações na escala de pontos e nas etapas produtivas, de forma a incentivar que os fabricantes cumpram as exigências mínimas dos PPBs a partir, principalmente, da utilização de partes e peças fabricadas na região. 

Segundo o superintendente Alfredo Menezes, a reunião foi extremamente produtiva e importante para unificar esforços em prol do segmento componentista da ZFM. “Estarei nesta quarta (24) em Brasília, onde terei reuniões no Ministério da Economia com o objetivo de discutir não apenas encaminhamentos acerca dessas consultas públicas, mas também questões pertinentes à SUFRAMA”, disse. “Essa foi mais uma prova de que nossa equipe técnica é bastante qualificada, precisamos apenas continuar tendo união com os diversos segmentos da sociedade para construir as soluções. O importante é que houve um consenso. Acompanharemos com muita atenção o andamento desse processo e dando o devido retorno a todos os interessados”, concluiu o superintendente.

O representante das empresas componentistas e diretor da Salcomp Industrial Eletrônica da Amazônia Ltda, Paulo Luisada, ressaltou a importância de debates como estes, dada a oportunidade de construir uma agenda positiva que busque uma resolução comum que atenda à região e ao país. “Essa agenda é importante para encaixar uma solução sobre esse assunto. Contamos com a ajuda de todos vocês para não eliminar uma indústria que já está consolidada há mais de uma década na região”, complementou.

 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email