Projetos de áudio e vídeo sustentam crescimento de eletroeletrônicos no Amazonas

A despeito da previsão do Sinaees (Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares de Manaus) de que os eletroeletrônicos devam encerrar o ano com retração de 12% no faturamento, os projetos fabris de implantação aprovados pelo Codam ligados ao mesmo setor já apresentam 8% de crescimento em relação ao mesmo período do ano passado.
No ritmo de crescimento da chegada de novas empresas à capital, chama a atenção o novo fôlego da indústria de áudio e vídeo, principalmente automotivos, ampliado com a disposição da fábrica de alto-falantes Voyer de investir na capital em meados de 2008 e a com a chegada da Selenium S/A, Foxconn, Componel e a H-Buster, já a partir deste último quadrimestre, que juntas representam a proposta de abertura de 1.260 novos postos de trabalho no PIM (Pólo Industrial de Manaus) em três anos de implantação.
Para o presidente do Sinaees, Wilson Périco, a transferência para Manaus dessas unidades fabris é a prova cabal da credibilidade no modelo ZFM (Zona Franca de Manaus) e mostra a seriedade como vêm sendo geridos as particularidades e os atrativos fiscais.
No entendimento do executivo, a palavra convergência nunca esteve tão em evidência quanto nos últimos tempos e poderia explicar a corrida da indústria de áudio e som por novidades e pela evolução de produtos, que contemplam quesitos tecnológicos cada vez mais sofisticados e menores. “O início das atividades fabris das cinco empresas pode ser realmente o indício de uma recuperação dos eletroeletrônicos já para 2008, o que é um grande negócio tanto para o empresário quanto para a classe trabalhadora”, analisou Périco.
Mas a sensação geral é de que os eletroeletrônicos no PIM não acompanharam o desempenho do setor em nível nacional nos últimos meses, ficando aquém das estimativas de crescimento.

Aumentou faturamento

O presidente da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), Humberto Barbato, apresentando os dados referentes ao primeiro semestre deste ano, apontou o crescimento de 8% no faturamento do setor entre janeiro e junho em relação ao mesmo período do ano passado.
Conforme o estudo da entidade, o crescimento foi alavancado, respectivamente, pelos desempenhos da automação industrial (25%), equipamentos industriais (19%), além dos materiais de instalação (33%).
Curiosamente no oposto à previsão da Abinee de crescimento dos eletroeletrônicos estimado em 12% para este ano, elevando o faturamento para mais de R$ 117 bilhões no comparado a 2006, em nível local o Sinaees garantiu o mesmo percentual em retração para as empresas de Manaus.
“O principal gargalo no setor continua sendo a invasão dos produtos chineses com preços muito mais baratos que os produzidos no Pólo Industrial de Manaus”, explicou Wilson Périco.

Novas frentes de trabalho

Independente do desempenho estimado para o último quadrimestre, os eletroeletrônicos do PIM denotam recuperação, pelo menos no setor de áudio. A afirmação foi do presidente da Selenium, Marcelo Faviero, que anunciou a transferência de São Paulo para Manaus de todas as linhas de produção de som profissional e caixas amplificadoras, num total de mais de 1000 produtos.
A nova unidade da Selenium recebeu investimentos na ordem de R$ 3 milhões, de acordo com o executivo, e será inaugurada entre os dias 20 e 24 deste mês, devendo representar, no primeiro momento, a abertura de 200 novos postos de trabalho especializado.
“Queremos aproveitar o bom momento da economia amazonense para adensar nossa cadeia produtiva, já que o pólo de tecnologia é um dos que atendem a demanda de insumos da nossa produção”, assegurou Faviero, em cuja estimativa inicial a fábrica deva iniciar suas atividades com 40% da capacidade de produção, alcançando 75% em até seis meses.
Simultaneamente à chegada da Selenium, a H-Buster anunciou investimentos na construção de sua unidade fabril estimada em R$ 3,5 milhões, cuja inauguração ocorre no próximo dia 11 de setembro. N

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email