Projetos da área favorecem setor moveleiro

O setor moveleiro tem na construção civil a solução para alavancar as vendas em Manaus. Os dois setores estão intrinsecamente ligados, uma vez que, havendo mais construções, existe a necessidade de mobiliar os novos ambientes.
O setor moveleiro (móveis e madeira), de acordo com dados do Dimpe (Distrito Industrial de Pequenas e Micro Empresas de Manaus) conta com mais de 200 empresas formais na cidade, dessas, 93% são micro e pequenas e 7% médias. Cerca de apenas 20% desse total possui licença ambiental para produzir. Estima-se ainda que 300 fábricas atuem na informalidade. Já o setor imobiliário teve o faturamento no primeiro trimestre de 2009, de mais de R$ 13 milhões, representando 0,12% da fatia total do PIM (Polo Industrial de Manaus), segundo dados da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus).
Os principais itens produzidos pelo setor moveleiro são portas, janelas, camas, guarda-roupas, jogos de jantar, estantes, estofados, pisos e madeira serrada (para construção civil). É nessa ligação com a construção civil que entram as fábricas de móveis e revendas da cidade, como a Amazônia Fibras e a Casa Amazônia, que se beneficiam cada vez mais com tantos empreendimentos surgindo em Manaus.
A Amazônia Fibras é uma grife de móveis para interiores e exteriores (varandas, spas, piscinas, sacadas) com sede e fábrica em São Paulo, cuja franquia em Manaus está sob o comando do Grupo JLN. A grife fica na loja SCA Móveis Contemporâneos, na avenida João Valério, 708, Vieiralves, zona centro-sul. A empresa atualmente gera 70 empregos diretos e foi inaugurada em maio deste ano. A carteira de clientes é formada principalmente pelas classes A e B.
De acordo com o diretor presidente do Grupo JLN, Nilo Lopes, a marca está tendo uma ótima aceitação e é referenciada por renomados arquitetos. Um total de 70% das fibras utilizadas pela Amazônia Fibras para fabricar seus móveis são provenientes de áreas de manejo da região amazônica. Essas fibras são levadas para São Paulo, onde os móveis são fabricados.
Já a Casa Amazônia é uma indústria que comercializa móveis planejados, de acordo com as especificações e necessidade dos clientes, que variam entre residenciais (casas, apartamentos) e comerciais (lojas, fábricas, consultórios entre outros). Os profissionais, quando requisitados, visitam o local fazendo a medição e ouvindo o que o cliente busca, desenvolvendo posteriormente móveis diversos (mesas, estantes e demais).
Atualmente a empresa trabalha com 12 funcionários, funcionando com dois show rooms, um no bairro Parque 10 e outro em Adrianópolis, e a fábrica é localizada no Zumbi dos Palmares, zona leste. O proprietário da Casa Amazônia, Heitor Alencar Filho, comenta que dois meses atrás as vendas tiveram uma queda de aproximadamente 30%, mas que agora já vê crescimento e é otimista quanto ao futuro.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email