18 de abril de 2021

Projetos culturais de Parintins são aprovados no Edital da Funarte

Três projetos da cidade de Parintins foram aprovados no edital “Microprojetos Mais Cultura na Amazônia Legal”, que tem como principal parceira a Funarte (Fundação Nacional de Artes) e a SAI (Secretaria de Articulação Institucional)do Ministério da Cultura

Três projetos da cidade de Parintins foram aprovados no edital “Microprojetos Mais Cultura na Amazônia Legal”, que tem como principal parceira a Funarte (Fundação Nacional de Artes) e a SAI (Secretaria de Articulação Institucional) do Ministério da Cultura.
A cineasta Conceição (Concy) Rodrigues emplacou o projeto “1º Festival de Curta Metragem de Parintins”, incentivando a produção artística através do cinema nos bairros, escolas e praças. “Essa é uma vitória não apenas desse nosso projeto, mas para dezenas de pessoas de Parintins que amam a interpretação, a poesia, a música, porque a produção artística é um mistura de um pouco disso”, disse Concy Rodrigues.
O Instituto Boi Bumbá Garantido, sob coordenação de Telo Pinto e com o projeto assinado por Ana Cristina Mota, Márcio Porto e Ana Miranda aprovou o projeto “Companhia de Dança Folclórica Garantido Show, Promovendo a inclusão social através da Arte Cênica”, atuando com mais de 40 jovens a partir de 16 anos. “Há muito tempo o Garantido Show vem atuando com jovens e fazendo essa integração. A maior beneficiada com essa aprovação é a comunidade de Parintins. Precisamos buscar parceiros, órgãos que incentivam a produção artística, cultural e humana”, avaliou Ana Cristina.
O repórter-fotográfico Paulo Sicsú foi selecionado no projeto “Exposição Fotográfica – Perfil de Parintins”, e vai retratar o cotidiano educacional, econômico, cultural e religioso da Ilha, através de 50 peças fotográficas ampliadas em até um metro de altura e largura. Sicsú atua há 20 anos no ramo fotográfico.
Bastante emocionado, o fotográfo afirmou que a aprovação desse projeto é a realização de um anseio enorme, porque sempre quis fazer a exposição, mas esbarrou nas dificuldades financeiras.
“Pretendia fazer isso com certa independência, porque se você pede apoio político depois o colaborar diz que é o pai da criança. Surgiu a oportunidade na Funarte, mandei meus projetos, fui selecionado e aprovado. Agora estou feliz. Espero que esse trabalho abra outras portas mais a frente”, afirmou Paulo Sicsú

Seleção de artistas

Foram selecionados na Funarte projetos de artistas, grupos artísticos independentes e produtores culturais da região amazônica, que receberão, no total, um investimento de R$ 13,7 milhões.
A meta inicial era atender cerca de 770 iniciativas por meio de financiamento não-reembolsável. Porém, muitos projetos não atingiram o teto de 35 salários mínimos, valor máximo estabelecido no edital. Assim, foi possível ampliar o número de beneficiados, selecionando projetos de todos os nove estados da Região Amazônica: 37 do Acre, 15 do Amapá, 91 do Amazonas, 198 do Maranhão, 166 do Mato Grosso, 175 do Pará, 58 de Rondônia, 29 de Roraima e 159 do Tocantins. Os 37 projetos do Acre vão receber cerca de R$ 500 mil.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email