Projetos analisados chegam a US$ 360 mi

Uma pauta diversificada que inclui projetos nas áreas da saúde, energia, logística, informática e motocicletas será apreciada pelo CAS (Conselho de Administração da Suframa), na 256ª reunião, hoje, na sede da autarquia, às 13h. São 57 projetos industriais e de serviços (23 de implantação e 34 de ampliação, atualização e diversificação) que somam investimentos totais (incluindo capital de giro) de US$ 368.7 milhões. A previsão é a abertura de 1.214 novas vagas de empregos nos próximos três anos.
“Esta pauta está bem diversificada o que comprova que os incentivos fiscais do modelo Zona Franca de Manaus são adequados para uma boa quantidade de segmentos de produção. Ao mesmo tempo, o setor de Duas Rodas que sempre apresenta projetos no Conselho, traz mais uma vez novos investimentos que fortalecem a já bem adensada cadeia produtiva de motocicletas”, destaca o superintendente da Zona Franca, Thomaz Nogueira.
Entre os projetos de implantação os destaques são: o projeto da Sense Bike para bicicletas elétricas com investimento total de US$ 6.3 milhões; CMC da Amazônia para produção de armação para óculos, óculos de sol (sinalizando uma retomada do polo ótico que já foi expressivo no PIM) e relógios de pulso com US$ 15 milhões de investimento total; Gel Net para tablets com de US$ 2 milhões; e DF da Amazônia para produção de motor à explosão, trazendo para o PIM mais um componente que adensa a cadeia produtiva do setor de Duas Rodas. O investimento total é de US$ 15.5 milhões.
Diversificação
Da pauta de ampliação, atualização e diversificação destacam-se: a Amazonpostes indústria de artefatos de concreto que tem projeto com investimento total de US$ 3.3 milhões para produzir postes de energia de fibra de vidro com poliéster; a Dafra, que também tem projeto com investimento de US$ 16.4 milhões para produzir motocicleta acima de 450 cm e bicicleta elétrica; e a Dixtal Biomédica que prevê investimento total de US$ 3.8 milhões para produzir máquina de anestesia. A Carboquímica submete projeto de US$ 10.4 milhões para produzir estrutura flutuante (balsa para transporte).
A Masa da Amazônia tem outro projeto de telejogos com investimentos totais de US$ 49.3 milhões e a Bramont quer trazer mais uma linha de veículos utilitários (jipe) e transporte de mercadorias para o PIM, com investimentos de US$ 68.8 milhões.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email