Projeto incentiva jovens de escola pública

O Sebrae Nacional divulgou, ontem, a nova edição da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor, a GEM 2009, que apontou que dos 18 milhões de empreendedores no Brasil cerca de 52,5% são jovens com até 34 anos de idade. Como estratégia de incentivo ao empreendedorismo juvenil no Amazonas, o Sebrae estadual realiza, hoje (07), às 9h, na sede da entidade, o III Workshop Yakinô – Instruir para Cooperar.
Estudantes, dirigentes de escolas, técnicos e diretores do Sebrae participam do evento cuja programação inclui palestra motivacional e entrega de certificados às escolas que realizaram ações de empreendedorismo escolar em 2009.
O evento dá início às atividades previstas para 2010 do projeto Yakinô (unir para cooperar, em linguagem indígena), uma iniciativa do Sebrae/AM em parceria com a Seduc ( Secretaria de Estado da Educação). O objetivo é fomentar o empreendedorismo e a cultura da cooperação nas escolas públicas do Estado, por meio da capacitação e treinamento dos alunos.
“Junto com a Seduc, identificamos as escolas e, de acordo com um planejamento, vamos realizar ações, seminários, oficinas e estudos que despertem os alunos para as oportunidades de trabalhar em grupo ou liderando algum empreendimento”, diz o diretor-técnico do Sebrae/AM, Maurício Seffair.
O projeto Yakinô existe desde 2005 e já treinou mais de 2 mil estudantes. Parte destes estudantes criou grupos de produção artesanal ou ‘cooperativas’ estudantis com o objetivo de gerar ocupação e renda nas escolas. Na vila do Purupuru, por exemplo, região localizada no município do Careiro Castanho (a 103 quilômetros de Manaus), alunos da escola Pedro dos Santos criaram um grupo que produz bijuterias artesanais e com a venda dos objetos mantém a ‘cooperativa’ em funcionamento e ajudam na renda familiar. “A escola Pedro dos Santos é um exemplo dos resultados obtidos com o projeto Yakinô”, diz a gestora do projeto, Maria Cione Guimarães.
Em 2010, o projeto Yakinô será implementado em 12 escolas, sendo seis na capital e as demais no interior, como Tabatinga, Presidente Figueiredo, Itacoatiara, entre outros. A previsão é a de que sejam realizadas este ano cerca de 40 ações, entre treinamentos, participação em feiras e eventos, oficinas e seminários.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email