Projeção da Abramilho é produção recorde

O recente aumento de exportações brasileiras de milho para a Europa em função da quebra de safra local e a pespectiva de uma diminuição da produção de milho nos Estados Unidos, em função de uma queda atual da área plantada, motivada pelo elevado preço da soja na Bolsa de Chicago, são fatores que poderão impulsionar ainda mais o plantio de milho no Brasil na próxima safra 2007-2008, de acordo com Odacir Klein, presidente da Abramilho (Associação Brasileira dos Produtores de Milho). “Ainda que os Estados Unidos retomem a área de plantio de milho em 2009, isso acarretará uma vantagem de duas safras para a produção brasileira”, avaliou Klein.

Segundo os mais recentes dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o milho e a soja representarão 82,5% do volume da próxima safra brasileira, mesmo com uma ligeira baixa na estimativa de produção de milho da safrinha, em função das geadas e estiagens no Centro-Sul.

“Estamos diante de uma perspectiva de que as exportações brasileiras de milho atinjam um recorde de 9,5 milhões de toneladas este ano”, explicou o dirigente da Abramilho. “Sem falar que o consumo interno, segundo a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), está passando de 40,3 milhões de toneladas este ano para 44 milhões de toneladas em 2008”, acrescentou Klein.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email