Programa visa investir em agroindústria

Com o lema “O governo do Amazonas procura um sócio”, a Sepror (Secretaria de Estado da Produção Rural) e a Ciama (Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas)  lançaram ontem, na sede da Faea (Federação da Agricultura do Estado do Amazonas), o Proagro (Programa de Atração de Agroindústrias ).

O objetivo do programa é despertar nos empreendedores locais e de outros Estados o interesse em investir em agroindústrias no Amazonas. Por meio do programa, o governo do Estado vai participar com até 49% do valor necessário ao investimento da sociedade empresária interessada, dependendo do segmento escolhido.

No caso de cooperativas e associações, que também podem participar do Proagro, serão disponibilizadas máquinas e equipamentos em forma de comodato.

Participaram do lançamento do programa, além do titular da Sepror, deputado Eron Bezerra e do dirigente da Ciama, Aluízio Barbosa, o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Virgílio Viana, o presidente da Agência de Fomento do Estado do Amazonas, Pedro Falabella, o presidente da Faea, Eurípedes Lins e os deputados Sinésio Campos (PT) e Adjuto Afonso (PP), entre outras autoridades locais

Durante a solenidade, que contou com cerca de 100 interessados, entre empresários e presidentes de cooperativas e associações agrícolas, foram distribuídas fichas de inscrição para o Proagro. De acordo com o presidente da Ciama, Aluizio Barbosa, os cadastros, que informam, entre outras coisas o título do plano de negócio e a área de atuação, serão analisados por uma comissão formada pelos órgãos envolvidos no projeto.

“Os R$30 milhões que o governo têm pra investir inicialmente têm que atender a uma certa demanda. Nós vamos dar prioridade a cinco áreas: biocombustíveis, fruticultura, laticínios, pescado e fécula de mandioca, o que não significa que outras não possam ser contempladas”, explicou Barbosa.

O secretário da Sepror, Eron Bezerra quer colocar o programa em funcionamento efetivo o quanto antes. “Eu encaro o segmento da agroindústria como prioridade da minha administração desde o dia em que tomei posse na Sepror. É muito bom poder lançar um programa de tamanha importância, com menos de um ano na pasta. A empresa que se cadastrar hoje, na Expoagro, por exemplo, dentro de três meses já deve começar a receber os investimentos”, afirmou Eron.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email