Programa visa capital e interior

Pesquisadores doutores de outros Estados interessados em desenvolver pesquisa ou montar grupos de pesquisas no Amazonas podem participar do DCR/Amazonas-Fluxo Contínuo (Programa de Desenvolvimento Científico Regional), o edital do mesmo encontra-se disponível no portal da Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas), sig.fapeam.am.gov.br.
Os pesquisadores selecionados receberão uma bolsa do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) que varia entre R$ 4.200 a R$ 6.200, conforme o nível profissional (A, B e C). Para tornar a bolsa mais atraente, sobre os referidos valores, a Fapeam acrescentará mais 40% para quem desenvolver pesquisa na capital e 60% para os profissionais que seguirão para o interior do Amazonas. O acréscimo é referente ao adicional de localidade estabelecido pela Portaria n° 040/2013.

O DCR/Amazonas

Fluxo Contínuo é uma iniciativa do Governo do Estado que visa estimular a fixação de recursos humanos com experiência em Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado. A meta é fortalecer a pesquisa em instituições de Ensino Superior e pesquisa, e em empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento. A iniciativa é desenvolvida em parceria com o MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) e CNPq.

Requisitos para submissão de proposta

Entre os requisitos para participar da seleção, o candidato deve ter título de doutor, não ter vínculo empregatício até o momento da implementação da bolsa, ter tempo hábil para dedicar-se integralmente às atividades previstas no projeto e estar cadastrado no banco de pesquisadores da Fapeam, além de possuir Currículo Lattes e não ser beneficiário de qualquer outra instituição nacional ou internacional.
De acordo com o edital, há duas vertentes para as propostas: a regionalização e a interiorização. A primeira consiste em disponibilizar bolsa pelo período de até 36 meses, de acordo com o os critérios estabelecidos pelo CNPq; auxílio-instalação, quando o deslocamento até a instituição de desenvolvimento do projeto for superior a 350 quilômetros, além de passagem aérea. A Fapeam também irá disponibilizar mais duas bolsas de apoio técnico, com vigência de até 36 meses, e auxílio-pesquisa no valor de até R$ 40 mil. Os valores são destinados ao fortalecimento de infraestrutura, aquisição de equipamentos e material de consumo.
A segunda vertente consiste na interiorização, por meio de bolsa do CNPq, pelo período de até 36 meses, auxílio-instalação e passagem aérea nacional. A Fapeam também disponibiliza duas bolsas de Apoio Técnico e auxílio-pesquisa no valor de até R$ 40 mil, destinado à infraestrutura da pesquisa, aquisição de equipamentos e material de consumo, diária e passagem aérea ou terrestre para a participação em evento científico.
Os interessados devem entregar a documentação completa no protocolo da Fapeam em envelope lacrado, por meio de Carta de encaminhamento à diretoria técnico-científica, em duas vias impressas com a referência: Confidencial CNPq/Fapeam/Ditec/Proposta para o Programa de Desenvolvimento Científico Regional-DCR-Amazonas-Fluxo Contínuo/Nome do proponente. O protocolo funciona das 9h às 13h. O modelo da Carta de encaminhamento está disponível no site da Fapeam, na aba Formulários.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email