Programa deve levar safra regional a atingir R$ 12 milhões este ano

O Preme (Programa de Regionalização da Merenda Escolar), coordenado pela ADS (Agência de Desenvolvimento Sustentável) –antiga Agroamazon– vai gerar até o fim deste ano cerca de R$ 12 milhões. Em 2008, a safra pode dobrar e gerar renda de R$ 24 milhões de recursos para os produtores rurais do Amazonas, com destaque para o desenvolvimento da agricultura familiar que vem crescendo graças aos incentivos do programa Zona Franca Verde.
As expectativas animadoras foram anunciadas pelos secretários de Produção Rural (Sepror), Eron Bezerra, e do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS), Virgílio Viana durante evento ocorrido na última segunda-feira, no qual foi oficializada a parceria entre Estado e Prefeitura de Manaus por meio de convênio entre a ADS e Semed (Secretaria Municipal de Educação) para o fornecimento de 19 itens alimentícios para a merenda das escolas da rede municipal durante os próximos 70 dias.
“Esses recursos não vão para os cofres do Estado. Eles retornam para os produtores, beneficiando mais de 3.500 famílias rurais”, destacou Eron, lembrando que a parceria é um passo definitivo na consolidação do Preme.
O secretário disse que a criação do programa em 2004, trouxe vários benefícios ao setor rural com a geração de emprego e renda além de proporcionar uma alimentação de qualidade à juventude escolar e estimular o produtor, que é o maior beneficiado da iniciativa estadual.

Falando para uma platéia de mais de 200 pessoas entre gestores das unidades educacionais e alunos da Semed e reforçando as projeções otimistas para o setor primário no Amazonas, o titular da SDS, Virgílio Viana, disse acreditar na duplicação da produção rural, gerando uma expectativa de renda no valor de R$ 24 milhões aos agricultores em 2008. O presidente da Faea (Federação da Agricultura do Estado do Amazonas) Eurípedes Lins, considerou o convênio para o fornecimento de produtos regionais para as escolas do município um marco na história do setor primário.
O prefeito Serafim Corrêa que prestigiou o evento destacou o Preme como instrumento importante no desenvolvimento sustentável do Estado.
O presidente da ADS, o engenheiro florestal Valdelino Cavalcante disse que o Preme é um programa inédito no Brasil. Além de garantir mercado para os produtores regionais, o Programa de Regionalização da Merenda Escolar tem fundamentação em pesquisa do Inpa (Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia) e vem se consolidando como instrumento de distribuição de renda e estímulo aos produtores que estão se organizando em associações e cooperativas no Estado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email