Produtos de luxo, golfe e resorts para os portugueses faz sucesso no Brasil

Para isso, foram apresentados, durante a BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa), feira que acontece até o dia 20 na capital portuguesa

Conquistar os públicos A e B, apresentando produtos de alta qualidade e diversificando a oferta de destinos brasileiros. Esta é a estratégia utilizada pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) para trazer mais turistas portugueses ao Brasil, obedecendo à seguinte equação: atrair visitantes que fiquem mais tempo e gastem mais.

Para isso, foram apresentados, durante a BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa), feira que acontece até o dia 20 na capital portuguesa, novos produtos aos operadores do país, oferecendo variado cardápio de destinos e segmentos a serem comercializados pelas agências de viagem de Portugal em 2008.

Além dos destinos de Sol e Praia, que despertam grande interesse do turista português, estão sendo promovidos na feira a região central do Brasil e produtos de luxo – como o Great Brazil Express, trem que sai de Curitiba e segue até Foz do Iguaçu (PR) -, novas opções de resorts e de campos de golfe.

No caso do turismo de luxo, o objetivo é abocanhar uma parcela de um mercado que movimentou US$ 400 bilhões no mundo em 2006. O turista com este perfil busca não só serviços de altíssimo nível e produtos exclusivos e personalizados, mas uma experiência única e autêntica em sua viagem. E ele paga por isto: não é à toa que o visitante de luxo gasta, em média, U$ 7,2 mil enquanto o turista de lazer despende US$ 865 por viagem.

“O mercado português é especial para nós, já que ele é o terceiro maior emissor de turistas estrangeiros para o Brasil.

Além disso, nossas pesquisas mostram que mais de 70% dos portugueses que visitaram o nosso País em 2006 já tinham ido ao Brasil pelo menos uma vez”, explica Jeanine Pires, presidente da Embratur. “Ou seja, precisamos trazer boas novidades se quisermos que eles continuem nos visitando. E isto é o que não falta.”

Empresários otimistas

“O Brasil é um país muito rico culturalmente, com uma quantidade enorme de destinos completamente diferentes entre si. Por isso não há sentido em vender um pacote que contemple um só lugar, precisamos agregar três ou quatro destinos ao pacote do turista português que visita vosso País”, atesta Ana Fernandes, representante da operadora Blue Mar em Portugal.

Ana participou da apresentação feita em Lisboa pelo Bureau de Resorts a grandes operadores portugueses. Na ocasião, foram apresentados 45 resorts em 12 estados do Brasil que, juntos, faturam mais de R$ 1 bilhão por ano. “Cerca de 30% dos três milhões de hóspedes que recebemos todos os anos são estrangeiros”, informou o diretor executivo da Resorts Brasil, Ricardo Domingues.

Apostando na alta qualidade dos serviços oferecidos pelos resorts listados, o objetivo do bureau é incrementar a promoção internacional deste segmento. Para tanto, foi apresentado um plano de divulgação do produto junto às operadoras, agências de viagem e público final de Portugal.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email