Produtores recebem sementes da Embrapa

Para criar alternativas agrícolas em época de seca do rio Madeira, a Embrapa Rondônia, em parceria com a Comunidade Cujubim Grande (Porto Velho), está implantando, desde o início de agosto, projeto de banco de sementes comunitário de quatro variedades de feijão-caupi.
“A estratégia de produção comunitária e bancos de sementes vêm sendo utilizada no Brasil e em outros países, como mecanismo de desenvolvimento de pequenas comunidades”, disse o coordenador da Embrapa Rondônia, Calixto Rosa Neto.
Segundo Neto, com a execução do projeto, pretende-se difundir, de forma participativa, tecnologias adequadas ao desenvolvimento do cultivo agroecológico de feijão-caupi, para que esta sirva de modelo às demais comunidades ao longo do rio Madeira.
No caso das comunidades ribeirinhas localizadas ao longo do rio, o desenvolvimento das práticas dependerá da disponibilização de tecnologias adequadas às condições locais, principalmente no que diz respeito à obtenção de sementes apropriadas ao plantio e na condução das lavouras.
Durante seis meses no ano, o nível das águas do rio Madeira baixa, trazendo à tona uma grande extensão de terras, as quais têm por característica a alta fertilidade, umidade constantemente próxima à capacidade de campo e isenção de propágulos de plantas daninhas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email