Produtor ganha opção de cobertura para plantio

O produtor brasileiro terá, para a Safrinha 2008, mais uma opção de cobertura para utilização no Sistema Plantio Direto: o Cober Crop. Cultivar híbrida derivada do cruzamento de duas espécies diferentes de sorgo, ela tem como principal característica a rusticidade e alta produção de massa e foi desenvolvida especialmente para o Fronteira do Plantio Direto, projeto da Monsanto que nasceu há três anos para a disseminação do sistema no Cerrado e que foi abordado na apresentação do pesquisador da empresa Aroldo Marochi (Plantio Direto: O segredo do sucesso nas áreas de expansão), durante o Simpósio sobre Plantio Direto na Palha – Gestão Sustentável do Agronegócio, que teve início na última semana, em Ponta Grossa (PR).
De acordo com Urubatan Klink, geneticista responsável pela pesquisa do produto, a rusticidade do Cober Crop se dá graças ao potencial genético obtido pelo cruzamento de duas espécies de sorgo, influenciando também a sua rápida germinação e vigor da planta, mesmo em baixas precipitações.

“Normalmente, o produtor do Cerrado utiliza o milheto para produção de cobertura, mas, em razão do solo mais frágil, temperatura elevada e alta atividade de microorganismos, sua palhada se decompõe rapidamente entre 60 a 90 dias, o que faz com que o solo fique descoberto até o plantio da cultura de verão, com consequente processo erosivo”, explicou.
Embora seja usado na produção de palhada, o milheto apresenta alguns problemas de adaptação como baixa produção e, principalmente, por sua degradação precoce, permite a entrada de luz, causando prejuízos ao agricultor pela quebra de dormência do banco de sementes, germinação de plantas daninhas e do próprio milheto.
“O grande benefício do Cober Crop é a própria viabilização do Plantio Direto, promovendo melhor cobertura de solo e melhora em seu processo de conservação”, informou Aroldo Marochi, do departamento de Desenvolvimento Tecnológico da Monsanto.
“Outros pontos positivos apresentados com sua adoção são aumento da matéria orgânica do solo, manutenção da sua umidade e, com isso, maior segurança no plantio, principalmente em condições de falta de chuvas. Também promove maior facilidade no controle de plantas daninhas nas culturas, melhoria da fertilidade do solo pela reciclagem de nutrientes e diversificação do sistema radicular; redução da incidência de doenças, como o mofo branco na soja e aumento de produtividade com estabilidade”, disse o engenheiro agrônomo.
Cober Crop é a primeira cultura brasileira desenvolvida especificamente para o plantio direto. É fruto do cruzamento de duas espécies diferentes (dentro do grupo sorghum bicolor), ou seja, é um híbrido interespecífico. A razão deste cruzamento é o de explorar um maior vigor híbrido, dando mais resistência à seca, por exemplo, mas, principalmente, produção de um grande volume de palhada.

É alternativa em áreas onde não é possível o plantio de milho safrinha; semeadura facilitada, igual ao do sorgo granífero; rebrote proporciona aumento da palhada e maior controle de plantas daninhas; maior reciclagem de nutrientes, com redução das perdas de potássio por lixiviação, que ocorrem nas primeiras chuvas de verão; decomposição lenta, proporcionando maior cobertura do solo e por mais tempo que milheto e Capim Sudão; fácil manejo químico; não se torna uma planta voluntária na cultura principal; fronteira do Plantio Direto: soluções para os agricultores.

Áreas agrícolas

O Fronteira do Plantio Direto percorreu, em três anos de existência, estados com grandes áreas agrícolas do Cerrado, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia e Maranhão. Os primeiros ensaios, com a utilização da Brachiaria ruziziensis para a produção de palhada, foram implantados pelo time de Desenvolvimento Tecnológico da Monsanto junto a produtores influenciadores e nas estações experimentais da empresa em Santa Helena de Goiás (GO) e Sorriso (MT). Hoje, o projeto já está sendo desenvolvido em toda a região Centro-Oeste do Brasil.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email