17 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Produção industrial cresce em 8 das 14 regiões em janeiro

A produção industrial avançou em oito dos 14 locais pesquisados de dezembro para janeiro, segundo divulgado ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

A produção industrial avançou em oito dos 14 locais pesquisados de dezembro para janeiro, segundo divulgado ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em relação a janeiro do ano passado, porém, houve queda em todas as regiões.
De dezembro para janeiro, o IBGE destaca as alta de produção no Paraná (6,8%), Pernambuco (6,4%), Santa Catarina (5,0%) e Rio Grande do Sul (3,6%), onde o crescimento foi acima da média nacional (2,3%). Os demais locais com taxas positivas foram São Paulo (2,2%), Minas Gerais (2,1%), região Nordeste (2,0%) e Pará (1,1%)
Na outra ponta, as áreas que reduziram a produção foram Amazonas (-5,5%), Espírito Santo (-4,6%), Rio de Janeiro (-1,6%), Goiás (-1,3%), Ceará (-0,8%) e Bahia (-0,2%).
Na comparação entre janeiro deste ano e janeiro do ano passado, porém, os índices regionais registraram queda generalizada, refletindo a ampliação do recuo na atividade industrial nacional. Na média do país, houve queda de 17,2% nessa comparação.
Entre as áreas com taxas negativas mais acentuadas estão Espírito Santo (-33,2%), Minas Gerais (-28,9%), Amazonas (-23,1%), Rio Grande do Sul (-20,3%) e São Paulo (-18,0%). Também com resultados negativos, porém acima da média nacional, ficaram Ceará (-5,3%), Goiás (-7,3%), Pará (-7,5%), Pernambuco (-7,5%), Paraná (-8,4%), região Nordeste (-10,7%), Santa Catarina (-11,6%), Rio de Janeiro (-13,0%) e Bahia (-16,8%).
Os sinais de desaceleração também ficam evidentes no acumulado nos últimos 12 meses, que também apontou perda de ritmo entre setembro de 2008 e janeiro deste ano em todos os locais pesquisados, com destaque para Espírito Santo (de 14,1% para 1,7%), Minas Gerais (de 7,2% para -1,6%), Amazonas (de 8,3% para 0,7%), Rio Grande do Sul (de 6,1% para 0,1%) e São Paulo (de 8,8% para 2,8%).
São Paulo
Em janeiro, a produção industrial de São Paulo aumentou 2,2% frente a dezembro, após três taxas negativas consecutivas, com perda acumulada de 19% neste período. Em relação a janeiro de 2008, o recuo foi de 18%, terceiro consecutivo nesse confronto, alcançando a taxa mais baixa de toda série histórica.
A queda foi generalizada entre os setores (19 dos 20), com destaque para veículos automotores (-33,7%), material eletrônico e equipamentos de comunicações (-62,7%) e máquinas e equipamentos (-29,7%). No primeiro segmento, segundo o IBGE, “a concessão de férias coletivas em várias empresas contribuiu para a redução na fabricação de automóveis’’.
O acumulado nos últimos 12 meses, em trajetória descendente desde agosto, a produção recuou de dezembro (5,2%) para janeiro (2,8%), atingindo sua marca mais baixa desde março de 2007 (2,7%). Desde setembro do ano passado, esse indicador perdeu 6 pontos percentuais.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email