Produção deve passar de R$ 1 bilhão de litros

Terminado o verão, período em que se consome 70% da produção anual, a ABIS (Associação Brasileira das Indústrias de Sorvete) está otimista em relação ao consumo não sazonal e prevê que o setor vai atingir 1 bilhão de litros até o final deste ano. Tendo como base o crescimento contínuo nos últimos anos, o presidente da entidade, Eduardo Weisberg, aposta que o setor conseguirá ultrapassar os 998 milhões de litros registrados em 2009, quando o mercado ficou 3% acima dos números de 2008.
Investimentos das indústrias em desenvolvimento tecnológico, novos estudos nutricionais e diversas ações empreendidas pela ABIS ao longo dos últimos anos, segundo a entidade, prepararam o setor para atingir a meta. Entre as principais ações está um projeto de exportação e aumento do mercado nacional, pela Alimentação Escolar, projeto elaborado pela ABIS, que estabelece convênio com a GTZ (Agência Alemã de Cooperação Técnica), que atua apoiando agricultores familiares do Semi-Árido Nordestino e das florestas tropicais. A idéia é que eles passem a produzir polpas de frutas em conformidade com os padrões estabelecidos pelo Selo ABIS de Qualidade para fornecer às indústrias de sorvetes, especialmente as interessadas em abrir novos mercados no exterior e no Brasil.
Com o convênio, a associação espera fortalecer parceria entre os EAFs (empreendimentos da agricultura familiar) com as empresas do setor, capacitar a cadeia produtiva, melhorar a qualidade das polpas, garantir a segurança durante o processo produtivo e agregar credibilidade através das questões de responsabilidade social, ambiental e sustentabilidade. “Com isso, esperamos gerar um impacto social e econômico a favor do desenvolvimento do setor de sorvetes e dos EAFs no Brasil”, completou Weisberg.

Micros e pequenos

Hoje, o mercado de sorvetes no Brasil, que movimenta cerca de R$ 2 bilhões por ano, é representado por 10 mil fabricantes, 90% dos quais micro e pequenas empresas, que geram 100 mil empregos diretos.
Entre 2002, ano de fundação da ABIS, e 2009, o consumo total de sorvetes no Brasil cresceu 39,5%, passando de 713 milhões de litros por ano para 995 milhões de litros por ano, enquanto o consumo per capita teve um aumento de 28,71%, passando de 4,04 para 5,20 litros por ano.
Hoje, os picolés representam 19% deste mercado, ou seja, aproximadamente 191 milhões de litros. O sorvete soft também vem crescendo no mix: atualmente são produzidos 89 milhões de litros, o que significa 9 % do mercado. Os sorvetes de massa são responsáveis por um volume estimado de 718 milhões de litros, 72% do total.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email