Produção de veículos atinge 3,638 milhões em 2010

A produção de veículos no Brasil bateu recorde em 2010 com a fabricação de 3,638 milhões de automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões, de acordo com os dados divulgados hoje pela Anfavea (associação das montadoras).
A quantidade representa um aumento de 14,3% na comparação com 2009. Considerando apenas dezembro (283.873), houve queda de 10,3% ante novembro e e alta de 12,3% no confronto com igual mês do ano anterior.
Já as exportações fecharam o ano com acréscimo de 61,1%, totalizando 765.680 unidades. As vendas para o mercado externo em dezembro (49.370) tiveram redução de 27,6% no comparativo com o mês passado e de 8,6% em relação a igual intervalo em 2009.
O número de empregados nas montadoras somou 117.633 trabalhadores ao final de 2010, superando o patamar contabilizado em novembro (117.111). Levando em conta também os funcionários em fabricantes de máquinas agrícolas, a indústria empregava 136.103 pessoas, também acima dos 135.824 registrados no mês anterior.
As vendas de veículos (3,515 milhões) bateram o quarto recorde anual seguido, com aumento de 11,9% em 2010. Já dezembro atingiu a maior marca mensal da indústria, registrando 381,6 mil licenciamentos, apesar das restrições ao crédito impostas pelo Banco Central. A Fiat fechou o ano se mantendo na liderança do mercado brasileiro, com 22,84% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves, seguida por Volkswagen (20,95%), GM (19,75%) e Ford (10,10%), de acordo com a Fenabrave (federação das concessionárias). As montadoras italiana e alemã que estão no topo do ranking perderam participação, já que terminaram 2009 com 24,49% e 22,74%, respectivamente. Já as norte-americanas mantiveram a mesma fatia.
O Gol, da Volkswagen, foi o automóvel mais vendido no ano, à frente do Uno, da Fiat, e do Celta, da GM.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email