4 de março de 2021

Produção de câmeras digitais crescem mais de 100% no PIM

Segundo pesquisa realizada pela GFK Marketing Service, a comercialização de máquinas fotográficas no país cresceu 30% no Brasil no primeiro semestre deste ano em relação a igual período do ano passado

Segundo pesquisa realizada pela GFK Marketing Service, a comercialização de máquinas fotográficas no país cresceu 30% no Brasil no primeiro semestre deste ano em relação a igual período do ano passado, chegando a atingir um volume de vendas de 1, 36 milhão câmeras.
No Amazonas, a procura por esse “gadget” (aparelho bem bolado, de bastante uso) não foi diferente. A produção do equipamento no PIM (Pólo Industrial de Manaus) também deu um salto expressivo durante o período. De acordo com dados da Suframa, (Superintendência da Zona Franca de Manaus), o número de equipamentos fotográficos digitais produzidos no Distrito Industrial alcançou 692.793 peças, registrando crescimento de 111,9% em relação ao primeiro semestre de 2007, quando a produção do equipamento nas indústrias locais foi de apenas 326.889 máquinas digitais.
Nas principais lojas da cidade, a demanda pelas câmeras fotográficas digitais só tem crescido nos últimos meses, sendo comum encontrar uma máquina na mão dos adolescentes, principal público consumidor desse produto. De acordo com o gerente da loja Foto Nascimento do Amazonas Shopping, Nilson Lopes, são vários os fatores que contribuem para o crescimento do consumo. “O preço acessível causado pela baixa do dólar, a facilidade de pagamento, os recursos acoplados no equipamento,como filmagem com áudio, as diferentes opções de registro da imagem (colorido e preto e branco) e o fato da câmera ser um gadget são as razões mais evidentes”, explicou o gerente.
De acordo com a gerência desta loja, foram vendidos uma média de 250 máquinas digitais por mês nos últimos três meses, sendo que em datas comemorativas (a próxima é o dia das crianças), o volume chega a crescer até 50%. O preço de uma câmera no mercado varia de R$ 250 a R$ 3.000,00, de acordo com a sofisticação e a capacidade de resolução captada pela máquina. “Uma câmera considerada de boa qualidade pode ser adquirida por aproximadamente R$ 750”, comentou Nilson.

Modelos são variados

Além da variedade do preço, há ainda a diversificação de modelos e tonalidades, que se adequam ao perfil da juventude. “Aqui na loja, é comum vermos as mães comprando o produto para dar a filhos com apenas cinco anos”, informou o gerente.

Crescimento de 20%

Na Importadora Oliveira, as vendas de máquinas fotográficas digitais superaram as expectativas de crescimento durante o segundo semestre, registrando 20% de incremento nas vendas. De acordo com a gerente da loja, Irismar Oliveira, A direção da loja trabalha com diversos tipos de câmeras das mais diversas marcas. “Trabalhamos com modelos dos mais simples até os mais sofisticados para atender os mais diversos públicos”, informou Irismar.
Apesar do equipamento ser digital, os gerentes de lojas informaram que muitas famílias ainda optam por revelar as imagens, preservando o costume de guardá-las em álbuns, dando movimentação aos laboratórios de revelação. “Muitas pessoas gostam de apreciar a imagem em papel fotográfico e não apenas na tela da câmera ou de um computador. Parece que o registro da imagem ainda vai durar por muito tempo”, conclui Nilson Lopes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email