Produção de câmeras digitais cresce 18%

Mesmo diante do cenário de crise internacional a produção de câmeras fotográficas digitais no PIM (Polo Industrial de Manaus) teve um incremento de 18% em março se comparado a igual período do ano passado. Indicadores Industriais divulgados pela Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) apontam que a fabricação desse produto somou 109,44 mil unidades contra 92,72 mil em igual mês de 2008.
Se computado o acumulado do primeiro trimestre de 2009, a produção de câmeras digitais atingiu um somatório de 450 mil unidades, o que representou um incremento de 68,37% ante as 267,28 mil unidades fabricadas nos três primeiros meses de 2008. Toda essa produção resultou num faturamento de US$ 63.72 milhões.

Mercado em expansão

O incremento pode ser traduzido como uma expansão desse mercado no território nacional. O presidente do Sindicato dos Meios Magnéticos e Fotográficos do Amazonas, Amauri Carlos Blanco, avaliou que esse mercado está se popularizando porque mais pessoas estão comprando o produto em todas as camadas sociais. “Principalmente estudantes, profissionais da área de comunicação, turistas, entre outros”, disse.
Além das empresas específicas do setor –duas atualmente– outras fabricantes do segmento eletroeletrônico também montam o produto no Polo Industrial de Manaus a exemplo da Panasonic e a Samsung, que também atuam na produção.
Da quantidade de câmeras produzidas no PIM no primeiro trimestre, cerca de 10,86 mil unidades foram comercializadas no mercado local e 453.57 mil foram vendidas no mercado nacional, apontam os Indicadores Industriais da Suframa.
No Brasil a demanda por equipamentos eletrônicos está em alta mesmo diante do atual quadro econômico. Para acompanhar esse crescimento a produção de máquinas fotográficas vem aumentando no PIM. Se comparado os três primeiros meses de 2009 em relação aos mesmos meses de 2008 verifica-se que houve crescimento gradativo. Em janeiro de 2008 foram produzidas 99,95 mil câmeras fotográficas digitais saltando para 170,64 mil neste ano; em fevereiro foram 74,59 mil unidades para 169,93 mil e em março de 92,72 mil para 109,44 mil.

Economia brasileira mostra sinais de melhora gradativa

O presidente do Sinaees (Sindicato da Indústria de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares de Manaus), Wilson Périco, avaliou que em linhas gerais a economia brasileira está melhorando gradativamente, apresentando sinais positivos. Com isso, as empresas, que passaram por momentos difíceis no início deste ano, aos poucos estão refazendo seus estoques; as demissões estão paralisadas.
Passados os momentos mais difíceis, Périco disse que a partir de agora a ordem é, com cautela, procurar trabalhar de olho nos indicadores industriais que apontam para o crescimento da atividade econômica. “Mais enxutas as empresas vão estar mais preparadas para começar a produzir com maior agilidade e até pensar em incrementar a mão-de-obra num futuro bem próximo”, comentou.
Os últimos indicadores do PIM, divulgados pela Suframa apontam que alguns produtos do segmento eletroeletrônico estão entre os que mais obtiveram indicadores positivos no primeiro trimestre do ano.
Os principais destaques foram os televisores com tela de LCD (cristal líquido), com produção de 236.889 unidades em março e crescimento acumulado no trimestre de 67,49% em relação ao mesmo período do ano passado.
Outros produtos que se destacaram foram as câmeras fotográficas digitais (crescimento de 69,37%), televisores com tela de plasma (crescimento de 23,98%), home theaters (crescimento de 24,72%) e fornos microondas (21,34%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email