Produção acelera e registra expansão de 1,3% em maio, aponta IBGE

A produção da indústria brasileira cresceu 1,3% em maio na comparação livre de influência sazonais com abril. O resultado representa uma aceleração frente ao desempenho de abril, quando o setor havia registrado queda de 1,2%. Os dados foram divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
Em relação a maio de 2010, houve alta de 2,7%. Já no acumulado do ano, a indústria soma alta de 1,8%. Nos últimos 12 meses, o índice ficou positivo em 4,5%.
Segundo o IBGE, as categorias com melhores desempenhos foram as de bens duráveis (2,7%), intermediários (1,5%) e bens de capital (1,7%) na comparação de maio com abril. A categoria com pior desempenho foi a de semi e não duráveis, que ficou estável.
A alta atingiu 19 dos 27 ramos da pesquisa, com destaque para a indústria alimentícia (3,9%). Em relação a maio do ano passado, também houve expansão em 19 das 27 atividades, principalmente veículos automotores (6%) e refino de petróleo e produção de álcool (8%).

Medidas macroprudenciais

Apesar do resultado positivo da produção brasileira de bens de consumo duráveis, as medidas macroprudenciais tomadas pelo governo para frear o consumo estão afetando o setor. Na avaliação do gerente da Coordenação de Indústria do IBGE, Andre Macedo, o efeito da menor oferta do crédito e aumento da taxa de juros é mais observado na margem da série.
“Os bens de consumo duráveis acabam sendo mais atingidos por essas medidas, principalmente quando a gente compara o patamar que o setor opera nesse momento e o que operava em dezembro. Quando você observa esses primeiros meses de 2011, especialmente a produção de automóveis, também alguma coisa relacionada aos eletrodomésticos, é o que vem pressionando ou o que vem dando um comportamento mais moderado para a produção”, observou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email