Procon quer regulamentar serviços bancários no país

O diretor-executivo da Fundação de Procon-SP (Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo), Roberto Pfeiffer, disse hoje (18) que o novo serviço informativo de tarifas, a ser lançado pela Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), é bem-vindo, mas é preciso avançar mais que isso.
Segundo ele, a página na internet que conterá preços de 46 produtos e serviços dos dez maiores bancos do país, é um avanço, pois permitirá a uniformização da nomenclatura das tarifas.
O consumidor poderá comparar o que está sendo cobrado entre as diversas instituições bancárias. Obviamente, não serão resolvidos todos os problemas relacionados a tarifas”, avaliou. “Ainda há muita falha na comunicação com o consumidor, que muitas vezes não sabe que determinado serviço será tarifado e, quando recebe seu extrato bancário, entende muito pouco sobre qual é a tarifa [paga], pois ela vem abreviada.
Pfeiffer disse que em outubro deve ser anunciado o acordo entre o Procon e Febraban sobre as normas para encerramento de contas bancárias por parte das instituições.
Segundo o Procon, um dos principais problemas é que os consumidores param de movimentar as contas, mas os bancos continuam, a cobrar pela manutenção da conta, gerando dívidas para o correntista.
Pfeiffer disse que o Procon-SP quer mais avanços na questão tarifária, como a discussão sobre a tarifa de antecipação de débitos -na opinião dele, não deveria ser cobrada-, além do conhecimento prévio dos contratos bancários por parte do consumidor.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email