Primeiro passo é ter um plano

Elaborar um bom plano é essencial para qualquer modelo de negócio que você está pensando em trazer para o mercado. O planejamento é o primeiro contato do empreendedor com o universo empresarial e como se dará suas relações comerciais. É a oportunidade de conhecer fornecedores, consumidores, concorrentes, as pessoas com as quais irá se relacionar. É através desse plano que você descobrirá se a sua ideia é boa, se valerá a pena o investimento ou se é apenas um devaneio e uma necessidade da sua cabeça. 

No decorrer da minha jornada, conheci muitas pessoas que pensaram em negócios e abriram sem plano algum, inclusive recentemente uma amiga, dona de uma hamburgueria, quando percebeu que não estava conseguindo enxergar lucros, me pediu para elaborar um orçamento para organização completa da sua empresa porque ela simplesmente abriu um negócio em casa, sem nenhum conhecimento, planejamento ou estudo.“O meu grande erro foi não ter feito um planejamento dentro da minha realidade. Subestimei os riscos e supervalorizei as possibilidades de ganhos, que não aconteceram. Era otimismo demais.” Foi assim que Edimilson Amorim resumiu o começo difícil da Brasil Uniformes em sua recente entrevista ao UOL Meu Negócio, voltada para confecção de uniformes profissionais. A empresa foi fundada no ano 2000 e quase fechou as portas. Mesmo com uma produção de 30 mil peças por mês e um faturamento mensal de 350 mil reais, a confecção não tinha lucro, já que precisava pagar suas dívidas com bancos e esse círculo vicioso não acabava.

Para José Luiz Castilho, consultor empresarial da Resulta Consultoria,“Os gastos com fornecedores, transportadores e produção sempre chegam, mas não temos certeza se a receita vai vir. E, além disso, o retorno demora para acontecer”. Por isso, é necessário incluir logo no planejamento, alternativas para enfrentar os momentos difíceis e até fazer uma reserva de dinheiro antes mesmo de tirar o projeto do papel.  É importante a gente ter isso bem claro na mente. Não importa se você lucrou esse mês, a única certeza que temos quando estamos em um negócio, é que as contas chegarão e que precisam ser pagar, senão tudo para. 

Agora eu sei que muitos empreendedores, até por falta de conhecimento, ignoram esse processo. Outros acham que ter todo conhecimento guardado na cabeça é o suficiente para que funcione. Bom, eu quero logo deixar um recadinho: Se você não tem ânimo ou estímulo para se aprofundar na descoberta do mercado que envolve seu negócio, você corre sérios riscos de já começar sendo engolida pelos seus concorrentes. Segundo o Sebrae, a importância do planejamento está na captação, elaboração e no bom senso em avaliar o conjunto de fatores de viabilidade financeira e mercadológica. Ele pode ser dividido em três fases: 

1 – Convencer: fase em que o empreendedor precisa se convencer de que a sua ideia pode se transformar em um negócio promissor; Para ultrapassar esta fase, o conhecimento sobre a atividade empresarial escolhida é vital,. Sem esta base, é muito arriscado seguir adiante. 

2. Avaliar: fase da inserção da ideia no mercado, avaliando financeira e mercadologicamente o empreendimento e preparando a relação da futura empresa com o ambiente de negócios; 

3. Agir: fase em que a ideia está se transformando em empreendimento. Neste momento, o planejamento assume também a função de orientar e coordenar a futura empresa, tanto para que o empreendedor siga a cronologia correta das ações, como também para que não ultrapasse os seus limites financeiros e operacionais. 

O sucesso do seu negócio depende de quão bem você executou cada fase e, principalmente, no bom senso em avaliar o conjunto de fatores de viabilidade financeira e mercadológica, que o possibilitarão coordenar um plano de ação e o caminho mais adequado para a abertura da sua empresa. 

Algumas empresas que você certamente nem imagina quais, abriram as portas com uma ideia e através de um estudo delicado decidiram reajustar seus projetos iniciais para se adaptarem a realidade encontrada no mercado. Hoje, o YouTube é uma das plataformas mais usadas para armazenamento e compartilhamento de vídeos online. Fundada em 2005, pelos empreendedores Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim, a ideia inicial da startup era atuar como um serviço de vídeo para namoro online. Com problemas para crescer, decidiram focar somente no compartilhamento de vídeos. Em 2006, o Google comprou a startup por 1,65 bilhões de dólares. Outro exemplo é a Samba Tech, criada em 2007, a Samba Tech distribuía jogos de celular para o Brasil e para países da América Latina. Três anos depois, o fundador Gustavo Caetano percebeu que o mercado não era escalável. Mudou o foco do negócio e criou uma plataforma de gestão de vídeos online. 

Eu, particularmente, acho muito louco quem abre um negócio sem pesquisar absolutamente nada, só com o achismo mesmo. O fator de maior importância para o sucesso de qualquer empreendimento é o amplo conhecimento sobre a atividade escolhida. Para adquirir esse conhecimento é preciso ir atrás. Vou aproveitar esse tema para dar algumas dicas de onde buscar informações na hora da pesquisa. 

Fale com quem está inserido no negócio 

Você pode conversar com pessoas que estão atuando direta ou indiretamente no mercado que você pretende fazer parte, como fornecedores ou consumidores. Você pode também analisar pessoas e empresas que oferecem o mesmo serviço ou produto e estudá-las. 

Google e Redes Sociais 

Pesquise no Instagram, no Facebook, no google, no Youtube. Veja como as marcas se posicionam, a linguagem, a informação. Procure especialistas/influenciadores. Observe o que vendem, como vendem e principalmente as características específicas, operacionais e funcionais do negócio. 

Pesquise em sites de Infoprodutos e E-commerces 

Você pode procurar livros, ebooks, cursos, infoprodutos em plataformas como Hotmart, Monetizze, Eduzz ou em sites como a Saraiva ou a Amazon. Além disso, existem diversas plataformas de distribuição de livros digitais gratuitos. 

O mais importante é você mergulhar de cabeça na pesquisa. Esse é o momento em que você descobrirá tudo que precisa saber sobre o seu negócio sem estar gastando dinheiro com ele ainda. Descobrir que você não sabe nada sobre o seu mercado, com o seu negócio já aberto e com contas a pagar pode ser desesperador. 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email