Primeiro clipe da carreira de Mestre Solano

Destaque do premiado projeto Terruá Pará, Mestre Solano foi arrebatado pelo ritmo quente que vinha do Caribe ainda criança. Num misto de lambada, brega, cúmbia e calipso, nasce a guitarrada. De lá para cá, são seis décadas de palco, 17 discos lançados e o título de um dos maiores representantes da cultura paraense. O suingue da guitarra do músico agora ganha, finalmente, as telas. Solano, aos 72 anos, lança o primeiro clipe da carreira.
O vídeo “O Som da Amazônia”, faixa-título do mais recente disco de Solano, percorre diversos cartões-postais de Belém e outros mais boêmios e inusitados: um convite a redescobrir a cidade. Desenvolvido pela equipe da Muamba Estúdio, o clipe estará disponível no site www.naturamusical.com.br e no canal oficial de Solano: http://www.youtube.com/mestresolano.
Usando recursos de edição que buscam acompanhar o dedilhado afinado e ligeiro do guitarrista, o vídeo traz uma sequência de locais marcantes da capital paraense, cidade onde Solano fez carreira antes de despontar no Brasil e colocar para balançar públicos de vários países da América Latina, como Guiana Francesa, Suriname, Venezuela, Panamá e Argentina.
“Quem diria que a essa altura da vida eu iria experimentar tantas novidades. Por isso digo: eu continuo na minha teimosia que é a música. Há muito pela frente. Eu vou demorar para partir. Eu falei com o grande lá de cima, e ele me disse que eu vou durar bastante porque estou fazendo muito sucesso e ainda tem muita guitarra para tocar”, garante o músico.

O Som da Amazônia
O videoclipe integra o projeto do 17° disco de Solano, realizado pela 11:11 Arte, Cultura e Projetos. “O Som da Amazônia” é o trabalho de maior qualidade técnica da carreira do músico e busca valorizar a nova produção do Mestre. “Analisando a sua trajetória, vimos que faltava um disco de altíssima qualidade, instrumental, que abordasse a estética da guitarrada paraense. Resolvemos que este CD traria músicas novas, para mostrar que o talento dele vai muito além do hit ‘Ela é Americana’. Trabalhar com o Solano e poder difundir ainda mais a história da música feita no Pará é muito recompensador”, celebra Aíla.
O novo álbum passeia pelas ondas sonoras do bolero, brega e guitarrada paraense, que se misturam à paisagem musical do Caribe. ‘O Som da Amazônia’ exalta o estilo único de tocar guitarra desenvolvido por Solano, sempre com temas musicais pops e grande virtuosismo nos solos. O violonista e compositor Sebastião Tapajós, dono de umas das mais importantes produções musicais da cultura paraense, é convidado especial do disco.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email