Neste mês em que se celebra as mulheres, quero homenagear um dos segmentos mais simpáticos do universo feminino: primas. Que fique claro tratar-se das filhas de irmãos e irmãs de nossos pai e mãe. Primas strictu senso. Numa época em que há vários conceitos e preconceitos. Uns corretos outros nem tanto, há que se delimitar expressamente o objeto de nosso assunto.
No lado materno, considerando que minha mãe teve um único irmão e uma única irmã, fui aquinhoado com oito formosas primas e um só primo. Já no lado paterno, a profusão de primos e primas foi bem maior. Não só porque meu pai teve mais de dez irmãos, mas porque meu avô teve filhos de dois leitos diferentes.
Conheço e sou amigo de todas as minhas oito primas do lado materno. Infelizmente não conheço todas do lado paterno, mas aquelas que conheço são todas igualmente formosas e merecedoras de meu afeto e admiração.
Mulheres são seres sublimes e merecedoras de nosso respeito, carinho e atenção. Quem tem o privilégio de ter primas, geralmente é aconselhado a admirá-las e ser respeitoso. Crescemos ouvindo que se deve sublimar qualquer sentimento mais romântico ou impetuoso com relação a tão queridas criaturas. Dizem os mais velhos que não se deve casar com primas, apesar de não existir impedimento legal. Mas quem nunca foi visitar uma tia só para ver aquela prima bonitinha, não sabe o que ter segundas intenções.
Assim, as primas pairam como anjos amigos em sua doçura, formosura e inacessibilidade, igualando-se as nossas irmãs no particular. O tempo passa e a gente pode se separar, mas as primas sempre ficam num lugar especial em nossos corações. As nossas primeiras amizades femininas normalmente são as queridas primas e vamos encontrá-las geralmente na mágica e inesquecível casa de nosso avós. Se há amigos para sempre, primas são para a vida toda. Ninguém entende sua família melhor que suas primas. Elas vão saber consolar e até ajudar e entender o motivo de muitas estórias, disputas e segredos.
Como é bom ter primas. Tenho primas advogadas, professoras, do lar, administradoras, dentistas. Algumas solteiras, outras casadas e até viúvas. Minha homenagem a todas nesse março todo delas.
Em Inglês a palavra “cousin” é comum de dois gêneros. Ainda bem que em português há primos e primas. Mesmo porque primas são mulheres e mulher é obra prima de Deus.

Crônica de Pedro Lucas Lindoso

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email