Pretensão salarial no currículo?!

A pretensão salarial no currículo é uma das questões mais polêmicas. Algumas pessoas acham que esse assunto deveria ser tratado só na entrevista, jamais colocada no currículo. Outros afirmam que a pretensão salarial é importante, pois dá uma margem de expectativa de quanto o profissional quer ganhar.

Os que acham benéfico, justificam ser uma oportunidade de fazer a triagem também pelo salário que se pode pagar e não desperdiçar tempo de ambos os lados. Facilita e agiliza o processo. Também se considera que os cifrões no currículo podem ter seu ponto negativo: aquele que for ousado ou colocar uma pretensão alta para depois negociar ficará prejudicado, e talvez não seja entendido se, de fato, aquele valor é fechado ou algo negociável. Colocar um salário muito abaixo da média de mercado também pode indicar que o profissional não apresenta as competências mínimas necessárias.

E no caso dos formulários de currículos dispostos na internet, seja em sites corporativos de empresas ou em sites de recrutamento online? Geralmente, nestes formulários o campo “pretensão salarial” é de preenchimento obrigatório, assim como nome e cargo.

O salário é uma das questões que define a contratação de profissionais hoje em dia, pois logo que a vaga é aberta, geralmente já se tem uma ideia de quanto será a remuneração. E o desejo da empresa é justamente encontrar uma pessoa que esteja no perfil não somente técnico e comportamental, mas também salarial.

Uma saída é o profissional informar duas situações: o ponto de partida (pode ser colocado o salário atual ou último salário no caso de não estar trabalhando atualmente), e a pretensão salarial (acaba sendo, na maioria das vezes, um valor um pouco mais alto do que se ganha atualmente, ou igual se o motivo do desejo de saída do emprego atual for o clima organizacional por exemplo). Na verdade, já vi pessoas interessadas até num valor menor por este ponto de clima.

Importante saber que a pretensão salarial pode dizer muita coisa: um profissional que não teve uma carreira tão brilhante, mas estipula um valor acima da média de mercado, pode mostrar um temperamento vaidoso, muito voltado para seu ego. Há aquelas pessoas que se subestimam, colocando uma pretensão abaixo do que seu currículo e experiência expressam. Mas também não há problema em colocar determinado valor e salientar que está aberto a negociações, porque isso indica flexibilidade.

Cuidados

Pretensão salarial muito abaixo do mercado passa a impressão de que o profissional não tem as competências necessárias para a vaga, e também podem demonstrar falta de conhecimento no mercado.

Pretensões altas podem espantar os recrutadores, ou passar um tom soberbo, mas se você tiver competências não pedidas na vaga e que podem ajudá-lo na posição em questão, pode lhe tornar ainda mais atrativo para o contratante.

Se você não tiver conhecimento de mercado para colocar uma pretensão salarial dentro da média salarial a determinada função, alguns sites as disponibilizam, pesquise. Não invente ou “ache” que tal valor é apropriado.

Boa semana!

Fiquem todos com Deus!

*Paula Pedrosa é Diretora Executiva, Headhunter e Coach de Carreira da Paulo Pedrosa Headhunter & Associados. Colunista de carreira, mercado e imagem corporativa do Jornal do Commercio.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email