Pressões inflacionárias ainda são elevadas, avalia Banco do Povo

As “pressões inflacionárias ainda são elevadas” na China uma vez que a economia segue crescendo de modo sustentado e relativamente rápido, disse ontem o Banco Central do país asiático.
Os comentários feitos na nota que a instituição distribuiu em seu site, resumindo o encontro de política monetária do segundo trimestre, sinalizam que a prioridade da política monetária continua sendo o controle da inflação, e não o crescimento econômico.
O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) reiterou que manterá sua política monetária “prudente” e “a estabilidade básica da taxa de câmbio do yuan, em nível razoável e equilibrado”.
O PBoC também disse que utilizará vários instrumentos de política monetária, mantendo, ao mesmo tempo, um “razoável” volume de financiamento nacional e de base monetária. O Banco do Povo da China não ofereceu detalhes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email