Pressão dos alimentos diminui

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da USP) subiu 0,19% na segunda quadrissemana de setembro -período de 30 dias até 15/09-, acima do 0,1% no período imediatamente anterior.
A pressão exercida pelos alimentos diminuiu e na categoria Saúde os preços também caíram, mas as demais categorias tiveram altas.
A categoria Alimentação teve alta de 1,17%, 14ª quadrissemana consecutiva em que o indicador da categoria se manteve acima de 1%. O índice registrou ligeira redução em relação ao apresentado na primeira quadrissemana deste mês -alta de 1,42%.
Os preços na categoria Saúde também apresentaram recuo, com alta de 0,37%, contra 0,56% na leitura anterior.
Na categoria Habitação, no entanto, houve avanço de 0,39 ponto percentual (o maior do período), ainda que permaneça em território negativo, ficando em -0,27%, contra -0,68% na abertura deste mês.
Os preços na categoria Transportes ficaram estáveis, após ligeira deflação de 0,08% na quadrissemana anterior.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email