Presidente Lula destaca trabalho da Embrapa

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, destacou na segunda-feira, no programa de rádio “Café com o Presidente”, a importância do investimento em pesquisa como forma de o país conquistar espaços na economia mundial. Essa afirmação do presidente teve como alvo o trabalho desenvolvido pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), órgão vinculado ao Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), que segundo ele, contribui para transformar e qualificar o país.

O programa de segunda-feira repercutiu também a declaração do ex-secretário de Defesa norte-americana, Colin Powell, publicada no jornal “The New York Times” (EUA). Powell disse que a Embrapa transformou o Brasil em uma superpotência agrícola.

Lula destacou a importância de se reconhecer o trabalho desenvolvido pelos técnicos da empresa. “Não podemos começar a valorizar a Embrapa porque o Colin Powell falou bem. A empresa, nos seus 34 anos de existência, revolucionou a agricultura brasileira. Hoje, o Brasil tem uma posição de destaque no mundo agrícola, no agronegócio e é importante lembrar o que a Embrapa fez nesse país”.

“Sem a pesquisa não somos notados e ninguém reclama. Ou seja, nós somos tratados como se fossemos um zé-ninguém”, disse ainda o presidente ao lembrar que, quando há investimento em pesquisa é possível um país competir com o mundo desenvolvido. Lula ainda destacou que o Brasil tem conquistado mercado de outros países e que “quando um país ganha espaço no mundo econômico, começam a aparecer os adversários, começam a aparecer pessoas fazendo críticas ao Brasil. É importante que estejamos atentos para fazer o enfrentamento político que tem que ser feito. Ao mesmo tempo, temos que melhorar geneticamente tudo aquilo que a gente produz”.

O presidente lembrou que as pesquisas da Embrapa revolucionaram a agricultura nacional, com enfoque para o bioma cerrado. “Lembro que as pessoas falavam que o cerrado era tão ruim que as árvores nascem tortas, não conseguem crescer retas. Graças às pesquisas, a Embrapa conseguiu revolucionar, e hoje o cerrado é um dos centros produtores de grãos mais importantes do mundo e do Brasil”, completou Lula.

Hoje, a Embrapa tem, em seus quadros, 2.200 pesquisadores, dos quais 53% são doutores e 45% mestres. Em dezembro de 2006, a empresa abriu seu primeiro escritório na África, com sede em Acra, capital de Gana.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email