Presidente é vacinada e faz apelo a brasileiros

A presidente Dilma Rousseff participou ontem da campanha de vacinação contra gripe. Após receber a dose da vacina no posto médico do Palácio do Planalto, a presidente brincou dizendo que a aplicação é “rápida e não dói”

A presidente Dilma Rousseff participou ontem da campanha de vacinação contra gripe. Após receber a dose da vacina no posto médico do Palácio do Planalto, a presidente brincou dizendo que a aplicação é “rápida e não dói” e fez um apelo para que todos os brasileiros que fazem parte dos grupos de imunização busquem prevenção.
A presidente tem 63 anos. Pela campanha, pessoas com mais de 60 anos, populações indígenas, crianças entre 6 meses e 2 anos, gestantes e profissionais da saúde. O governo espera vacinar 30 milhões de pessoas.
“A vacina é uma coisa fundamental para as pessoas. Protege, impede que você possa ter uma grande complicação como pneumonia. A aplicação é rápida, não dói, e uma aplicação tranquila. […] Faço um apelo para as mães de 6 meses a 2 anos e grávidas que não se deixem de se vacinar. Eu estou na categoria acima de 60 anos”, disse.
O ministro Alexandre Padilha (Saúde) acompanhou a vacinação da presidente e disse que o gesto de Dilma representa a segurança da imunização. O ministro lembrou que há 13 anos essa campanha é realizada e que ao longo desse período o numero de internações por pneumonia caiu 60%.
O ministério disponibilizou 33 milhões de vacinas. Hoje, é o primeiro dia da campanha que termina no dia 13 de maio. No sábado, o governo fará um dia contra gripe e todos os postos de saúde estarão abertos distribuindo a vacina para os grupos de imunização.

Perigo da inflação

A presidente ainda afirmou que o governo tem uma “imensa preocupação” com a inflação e que não “haverá hipótese alguma de desmobilização” para o controle da meta.
Apesar de o Banco Central ter aumentado, na semana passada, a taxa básica de juros em 0,25 p. p. (ponto percentual), abaixo da previsão do mercado, Dilma prometeu um combate acirrado.
“Nós temos imensa preocupação com a inflação. Não haverá hipótese alguma que o governo se desmobilize diante da inflação. Todas as nossas atenções estão voltadas para combate acirrado da inflação”, disse.
Questionada se haverá anuncio de medidas de controle da inflação, Dilma não respondeu. A presidente se reúne hoje com o ministro Guido Mantega (Fazenda).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email