9 de maio de 2021

Presidente do TRE-AM, Aristósteles Thury, morre de Covid-19

O presidente do Tribunal de Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador Aristósteles Thury, faleceu no último domingo (14/02). O magistrado estava internado em um hospital de São Paulo, onde fazia tratamento contra a Covid-19. 

Com 40 anos de magistratura, dos quais 11 anos exercidos em comarcas do interior do Estado, Thury foi eleito presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), em março do ano passado, para o biênio 2020/2022. Com sua experiência, conduziu com todo rigor e transparência necessários às eleições municipais de 2020, ano peculiar e desafiador por conta do enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. 

Graduado em Direito pela Universidade Federal do Amazonas em 1976, tomou posse como juiz de Direito em 1980, dando início a sua passagem por diversas comarcas do interior. Em 1991 foi promovido a juiz da capital.

Em 2002 foi admitido membro da corte do Tribunal Regional Eleitoral como Juiz de Direito da classe dos magistrados, onde permaneceu por quatro anos. Em 2008, foi eleito, pelo critério de merecimento, desembargador do TJ-AM.

Em 2010 foi designado membro da corte do TRE-AM, como substituto da classe dos magistrados, onde permaneceu por quatro anos. No biênio 2018/2020, foi vice-presidente e corregedor do Tribunal Eleitoral. Ao longo de sua carreira de magistrado, também lecionou as disciplinas de Direito Penal e Processual Penal em faculdades do Amazonas.

O Governo do Amazonas reconhece a contribuição de Aristósteles Thury para a magistratura do estado e presta suas condolências aos familiares e amigos.

Governador decreta luto oficial de três dias

O governador Wilson Lima decretou luto oficial, por três dias, no âmbito do Estado do Amazonas pelo falecimento do Aristóteles Thury.

“Magistrado de carreira e professor de Direito Penal, o desembargador Thury deixa um legado de excelência para a Justiça do nosso estado. Aos familiares e amigos a minha solidariedade e um abraço fraterno. Que Deus conforte o coração de todos”, escreveu o governador em suas redes sociais.

No decreto, o governador destaca a imensa contribuição jurídica à sociedade amazonense de Aristóteles Thury, não apenas no exercício da magistratura, mas também em sala de aula, ajudando na formação de profissionais de Direito.

“Considerando que sua vida foi pautada e reconhecida pelos valores éticos, sempre ressalvados em suas decisões que zelavam pela moralidade, espírito público e valores humanísticos”, diz trecho do decreto.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email