Preservação ambiental pode gerar recursos

Os pequenos produtores rurais que conservarem e recuperarem recursos naturais poderão receber pagamento por esse serviço. O governo pretende enviar ao Congresso Nacional um projeto de lei que prevê a aplicação de recursos orçamentários para o pagamento de serviços ambientais.
A proposta é um dos temas em discussão na 3ª Reunião do Conselho Nacional do Proambiente (Programa de Desenvolvimento Socioambiental da Produção Familiar Rural). A idéia já está sendo aplicada no projeto piloto Programa de Desenvolvimento Socioambiental da Produção Familiar Rural que destina recursos a agricultores familiares que preservam o meio ambiente na Amazônia.

“Com essa renda, aquelas famílias conseguem derrubar menos árvores, manter reserva legal, áreas de preservação permanente, recuperar nascentes e até algumas áreas degradadas, evitar o uso do fogo quando da feitura de suas rochas”, disse ontem a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, ao abrir a reunião.
A ministra lembrou que o Proambiente nasceu da experiência dos próprios agricultores familiares da Amazônia Legal que verificaram ser fundamental manter áreas preservadas.
O Proambiente começou a funcionar em 2000 como projeto da sociedade civil, e tornou-se projeto de governo em 2004.
A secretária de Política Social da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura), Alessandra Lunas, que hoje tomou posse no Conselho Nacional do Proambiente, afirmou que a lei será um dos instrumentos para fortalecer as atividades da agricultura familiar. Entretanto, ela enfatizou que é preciso também investir em assistência técnica.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email