Presente deve chegar a R$ 195,15

A expectativa é que o gasto médio alcance R$ 195,15 neste Dia dos Namorados. A previsão consta na pesquisa da CDLM (Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus) que aponta um faturamento estimado em de R$ 97,7 milhões nos presentes para a pessoa amada. O valor representa 4% a mais em relação ao que foi gasto no ano passado, superando o crescimento nacional, estimado em 1%.
A maioria dos namorados, porém, 25,2% do total gastará entre R$ 81 e R$ 120,00. E 69,5% dos entrevistados esperam gastar até R$ 200,00 com o dia dos namorados. Já 13,4% das pessoas estimam gastar mais de R$ 600,00, sem um limite fixo.
Entre os produtos mais procurados estão os vestuários que correspondem a intenção de compra de 19,2% dos consumidores. Segundo o presidente da CDLM, Ralph Assayag, haverá um grande número de compras de camisas esportivas e vestimentas ligadas a seleção em virtude dos jogos do mundial. “Deve acontecer uma mudança nos produtos sendo comercializadas mais camisas ligadas as seleções e ao mundo esportivo em virtude da coincidência da data com o início da Copa do Mundo”, comenta.
Na mesma linha de raciocínio, os calçados subiram para segundo lugar na lista, sendo a intenção de compra de 13,8% dos entrevistados. Ano passado o item apareceu com apenas 8,8% das intenções de compra na 5º posição. A explicação é a provável procura por chuteiras, calçados também relacionados a disputa do mundial. Na terceira opção aparecem os aparelhos celulares com 13,5% das intenções de compra, 1% a menos do que o ano passado.
As demais posições são ocupadas por perfumes e similares com 12,9% e joias e relógios com 11,6%. Juntos, esses cinco itens representam mais de 70% do total das intenções de compra para a data. Na pesquisa do que as pessoas gostariam de ganhar no Dia dos Namorados as posições também se repetem. Com vestuários em primeiro lugar com 18,8%, celular com 14,8%, calçados e cintos 12,4%, joias e relógios 11,7% e perfumes e similares 10,2%.
O gasto médio com presentes por pessoa está estimado em R$ 195,15. Sendo que a maioria 25,2% gastará entre R$ 81 e R$ 120,00. Sendo que 69,5% dos entrevistados espera gastar até R$ 200,00 com o dia dos namorados. Já 13,4% das pessoas estimam gastar mais de R$ 600,00.

Maioria comprará a vista
Mais de 70% dos entrevistados pretende pagar as compras do dia dos namorados com dinheiro, o que, segundo a CDLM, demonstra que a maioria dos consumidores manauaras ainda tem o costume de realizar suas compras à vista. 22,6% usarão o cartão de crédito como opção de pagamento, modalidade que vem aumentando consideravelmente nos últimos anos. Apenas 2,6% dos entrevistados pretendem usar o cartão da loja.
As outras opções de pagamento utilizadas serão cartão de débito (1,4%),cheque a vista (1,4%), crediário/carnê (0,5%) e cheque pré-datado (0,2%). Além disso 0,5% dos entrevistados ainda não sabem de que forma pagarão as compras de Dia dos namorados.

Centro ainda será o mais procurado
Apesar do crescimento de pessoas que irão procurar os shoppings da cidade para fazerem compras. O comercial formal do Centro da Cidade ainda será o mais buscado para as compras dos namorados, equivalendo a 37,1%. Os shoppings abarcam 34,9%, seguido do comércio praticado nos bairros com 22,1%. Os outros lugares ocupam posições secundárias.
O número de pessoas que compram seus presentes pela internet ainda são modestos em Manaus. Apesar de estar crescendo o comércio eletrônico ainda representa apenas 1,1% das intenções de compra. Ralph Assayag, admite que o sistema de venda é pouco explorado em Manaus e precisa crescer. “As lojas do Amazonas ainda utilizam muito pouco, ainda tem muito a aprender e a fazer. Muita loja do resto do Brasil utiliza seu site e acaba conquistando clientes daqui”.
O presidente da CDLM utiliza os dados referentes ao crescimento a forma como as pessoas buscam se informar sobre os produtos e serviços para ressaltar a necessidade de investimento nessa área. “A divulgação está quase chegando igual à da televisão e as lojas de Manaus não exploram bem esse ramo”. Os dados referentes ao meio de informação que os consumidores procuram sobre os produtos dão conta que 30,7% dos entrevistados buscam se informar pela televisão e 26,5% utilizam a internet. Em terceiro aparecem os jornais com 15% e as pesquisas nas próprias lojas com 11,7%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email