Prefeituras reforçam medidas preventivas

Para diminuir as aglomerações na busca pelo auxílio emergencial de R$ 600 nos municípios do Amazonas, as prefeituras estão tomando medidas, com intuito de reduzir o tumulto nas agências das Caixa. 

Há mais de um mês, a prefeitura do município de Coari, por exemplo, disponibilizou equipes da administração municipal que estão diariamente na Caixa Econômica e nas duas lotéricas para manter a organização das filas.  Na Caixa Econômica do município foi montada uma tenda pela prefeitura, e também organizaram a questão dos distanciamento. Inclusive continuam distribuindo máscaras e álcool em gel.

“A Prefeitura de Coari tem disponibilizado toda a estrutura necessária para organizar o acesso da população à Caixa Econômica Federal e as lotéricas do município. Disponibilizamos de tendas para proteger esses usuários do sol e da chuva, uma equipe técnica que está diariamente organizando as filas e orientando sobre as formas de prevenção do Covid-19, além da distribuição de máscaras de proteção e álcool gel. Com esse controle é possível  manter as atividades essenciais em funcionamento, desde que sejam adotadas as medidas de segurança, para controlar a disseminação do vírus”, afirma Adail Filho, prefeito do município. 

Em Parintins, a Prefeitura fez a instalação de tendas na Boulevard 14 de maio, rua que abrange os bancos Bradesco e Caixa Econômica. De acordo com prefeito do município, Bi Garcia, também foi feita a demarcação com o distanciamento necessário e a colocação de cadeiras para as pessoas que ficam na fila para entrar nas agências bancárias. Diariamente essas filas são organizadas por uma equipe do Município e funcionários das agências bancárias.

Na semana passada, as filas de bancos no Amazonas foram temas de de reuniões de prefeitos  e a Caixa Econômica, o objetivo é buscar soluções e alternativas para reduzir, ou até mesmo acabar, com as imensas filas que acontecem em todos os municípios do Amazonas, de pessoas em busca dos pagamentos dos auxílios emergenciais durante a pandemia de Covid-19 (coronavírus).

Foram realizadas uma série de reuniões online, promovidas por iniciativa da Associação Amazonense de Municípios (AAM), entre as prefeituras do interior e a direção da Caixa Econômica Federal no Amazonas, e que teve na última terça-feira (5), a segunda edição com videoconferência dos municípios das calhas do Juruá e do Purus.

De acordo com o presidente da AAM, e prefeito de Maués, Junior Leite, a ação foi acordada em reunião realizada no final do mês passado, entre ele e a direção do banco em Manaus.

“Buscamos o diálogo com a Caixa pois é inegável a importância do auxílio para a população durante a pandemia, principalmente no interior, mas também é importante buscarmos alternativas para evitar as aglomerações, que avaliamos com muita atenção e preocupação como possíveis focos de contágio do coronavírus”, afirmou Junior Leite.

Ainda segundo o presidente da AAM, a divisão por calhas de rios possibilitará identificar com mais eficiência, às demandas específicas de cada região e encontrar soluções individualizadas para cada município.

“Existem cidades que possuem agências de outros bancos que poderiam ser utilizadas para o pagamento dos benefícios, por exemplo. O que não podemos é repetir nos próximos meses a mesma situação que vimos neste primeiro momento”, acrescentou o prefeito.

Para o prefeito do município de Presidente Figueiredo, Romeiro Mendonça, que participou da reunião, é importante essas medidas porque as pessoas ficavam aglomeradas nas portas dos bancos, embaixo de sol e chuva. “Agora, elas ficam aguardando o atendimento ordenadamente e de uma forma um pouco mais segura, cumprindo as recomendações do distanciamento’. 

Ele também frisa que bem antes das determinações, tomou providências, três tendas em cada agência localizada na capital tiveram a estrutura montadas, e cadeiras para que as pessoas fiquem acomodadas. O fluxo está tranquilo, mas todas as pessoas atendidas nessas agências, tiveram toda a assistência. 

“As equipes da Semasc (Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania) fiscalizam todas essa tendas, o cumprimento das exigências e orientam sobre os cuidados para evitar o contágio pelo Coronavírus”. 

Vale lembrar que o pagamento do auxílio emergencial teve início no dia 9 de abril e, desde então, vem gerando críticas por conta das aglomerações nas agências da Caixa. Conforme a instituição, dados divulgados no último domingo (10),  R$ 35,5 bilhões foram disponibilizados para 50 milhões de pessoas, destes beneficiários, cerca de  93%  realizaram algum tipo de movimentação.

Na capital

Em Manaus, não é diferente, para conseguir atendimento muitas pessoas chegam a dormir nas portas das agências. No último dia 30, a Caixa deu início aos pagamentos do auxílio emergencial para 1,7 milhão de trabalhadores informais que não aparecem no cadastro do governo e fizeram o cadastro no aplicativo e site do banco. Longas filas e tumulto também foram registrados.

Desde a segunda-feira (11), a Sejusc (Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania) instalou tendas e banheiros químicos, e começou a ofertar orientação para emissão de 2ª via de RG em frente a sete agências da Caixa Econômica em Manaus. O objetivo da ação é proporcionar um atendimento mais humanizado e garantir que mais pessoas tenham acesso ao auxílio emergencial do Governo Federal.

A capital possui 26 agências da Caixa, mas a instituição bancária informou que apenas sete estão tendo aglomeração de pessoas e, por esse motivo, as tendas serão instaladas apenas nesses locais.

A instalação das tendas faz parte da estratégia do Governo do Estado para diminuir a contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19), além de atender a população em situação de vulnerabilidade e que precisa de atendimento emergencial, como é o caso das pessoas que necessitam emitir RG para receber o benefício do Governo Federal.

“Iremos disponibilizar tendas com climatizadores e banheiros químicos para atender essa população, e também uma equipe de Cidadania da Sejusc estará dando orientações, principalmente, sobre a emissão da segunda via da Carteira de Identidade para as pessoas que estão tendo dificuldade de acessar o cadastro do Governo Federal, em virtude da falta desses documentos. Essa é a forma que o Governo do Estado tem de auxiliar essas pessoas: garantindo a elas os documentos necessários, para que possamos ter o maior número possível de cidadãos do nosso estado cadastrados e recebendo esse benefício emergencial”, destacou a secretária Caroline Braz, titular da Sejusc.

Saiba mais

Em matéria divulgada pelo veículo Valor Econômico, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que para combater a falta de informação, a Caixa está se articulando com prefeituras. Além disso, anunciou uma série de medidas para tentar resolver o problema. No texto diz que haverá reforço de funcionários e de horário de atendimentos e o aplicativo Caixa Tem, que permite movimentar os recursos por meio eletrônico, passará por aperfeiçoamentos. E que o pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial terá um cronograma que não coincidirá com o do Bolsa Família.

“O banco passará a distribuir senhas diferentes para quem for requerer o auxílio e aqueles que vão simplesmente pedir informação. Além disso, os efetivos serão reforçados. Há 2.000 vigilantes já contratados e virão mais 1.000, para ajudar a organizar as filas. Mais 500 recepcionistas reforçarão o quadro de 389 que já estão em atuação”, diz o texto. 

Por dentro

Agências – As tendas serão instaladas em frente às seguintes agências da Caixa Econômica:

• Agência Leste Manauara, avenida Autaz Mirim, 9.118, bairro Jorge Teixeira, zona leste

• Agência Compensa, avenida Brasil, 2.668, bairro Compensa, zona oeste

• Agência Manôa, avenida Francisco Queiroz, 1.025, Conjunto Manôa, bairro Cidade Nova, zona norte

• Agência do Shopping Grande Circular, avenida Autaz Mirim, 6.100, 3º andar do centro comercial, bairro São José Operário, zona leste

• Agência Cidade Nova, rua Florida, 194, bairro Cidade Nova I, zona norte

• Agência Franceses, avenida Desembargador João Machado, 15, quadra 7, Alvorada, zona centro-oeste

• Agência Norte Manauara, avenida Margarita, s/nº, Nova Cidade, zona norte

Fonte: Andreia Leite

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email