Prefeitura visita bairro Santa Etelvina

A Prefeitura de Manaus anunciou que irá retomar a reforma da Feira Municipal de Santa Etelvina. A decisão foi tomada durante o encontro entre o secretário municipal de infraestrutura, Hissa Abrahão, e os permissionários da feira do bairro na zona Norte. O vereador Professor Bibiano também participou da reunião.
Entre as reivindicações dos 36 feirantes que serão contemplados pela nova feira, estão correções no telhado, novo sistema de esgoto e revisão do modelo dos boxes disponibilizados. De acordo com eles, a Feira Municipal de Santa Etelvina começou a ser reformada em 2009 e há mais de um ano está com as obras paralisadas.
“Não adianta entregar uma feira nova, mas que os feirantes não concordam com arquitetura. Vamos fazer um novo projeto, tentando adaptar a obra já existente para economizar recursos. Só assim, poderemos entregar uma feira digna e que atenda às necessidades dos feirantes”, afirmou Hissa Abrahão. A julgar por Luís Necivaldo Rodrigues, 37, feirante do Santa Etelvina há oito anos, a decisão agradou os permissionários. Segundo o trabalhador, 20 feirantes continuam trabalhando de maneira improvisada em barracas montadas na rua Samambaia, mas 16 permissionários estão sem trabalhar e com dificuldade para manter o sustento da família.
“A administração passada abandonou a gente aqui. Prova disso é que, com pouco mais de 60 dias de governo, a atual gestão já nos recebeu. Agora é esperar a nova reunião, que deve acontecer na próxima semana, para fazer as adequações que o projeto precisa. Estamos todos esperançosos que ainda este ano todos estejam trabalhando”, comemorou Luís.
A obra, orçada em R$ 1,5 milhão com aditivo de R$ 500 mil, foi construída fora do padrão climático da região e sem que todos os itens previstos no projeto-básico tenham sido implantados. Carta Aberta ao Executivo
Por ocasião da visita, o vereador Bibiano entregou ao vice-prefeito um documento, denominado Carta Aberta ao Executivo, produzido e assinado por representantes de entidades e movimentos sociais populares, além de comunitários.
O documento aponta o estado de abandono em que se encontra o bairro de Santa Etelvina e comunidades adjacentes. Entre as principais reivindicações, foram destacadas a situação das ruas quase intrafegáveis, crianças fora da sala de aula, crianças e jovens sem espaço para prática de esporte, ausência de praças, creches, feira coberta sem previsão de inauguração, postos de saúde inacabados e ou desativados, além de transporte público, ineficiente e sucateado e o déficit de moradias para atendimento da demanda frente ao crescimento da indústria de invasões e falta de políticas públicas para este problema.
Na oportunidade, Hyssa Abrahão fez questão de parabenizar o vereador Bibiano. “Parabéns, vereador Bibiano, pela oportunidade e pelo trabalho que tem feito”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email